Publicidade

Informa a assessoria de imprensa da prefeitura de Biguaçu: “O Campeonato Municipal realizado pela Liga de Futebol da Comarca de Biguaçu (Licob) teve a segunda rodada realizada no último domingo (08/09), no Estádio Osni Venceslau Machado, bairro Praia João Rosa. A competição conta com seis clubes e diversos ex-atletas profissionais.

O ex-lateral da seleção brasileira, André Santos, os volantes Carlos Alberto, ex-Figueirense e Corinthians e Eduardo Costa, ex-Avaí, além do atacante Thiago Silvy, ex-Figueirense, defendem as cores do Biguá na competição.

Pelo lado do Bola na Rede, os volantes Rudnei e Rodrigo Thiesen e o meia André Moritz, todos ex-Avaí, fazem parte do elenco da equipe do bairro Bom Viver.

O Esperança, por sua vez, é a equipe que mais possui atletas que já foram profissionais em seu elenco. O goleiro Flávio Kretzer, campeão mundial pelo São Paulo em 2005, o zagueiro Fábio Fidélis, ex-Avaí, o lateral Vanderson e o meia Roni, ambos ex-Figueirense e o meia Marquinhos Santos, ídolo do Avaí, defende a equipe verde e branca da Serraria.

Já o Pradense tem em seu elenco o volante Jackson e o atacante Rodrigo Silva, ambos ex-Figueirense.

 

RESULTADOS

Confira abaixo os resultados da segunda rodada, realizada no último domingo (08/09):

 

Bola na Rede 3×0 Palmeiras

Estrela 1×8 Esperança

Biguá 3×1 Pradense. ”

 

Jogador André Santos na abertura dos Jogos Escolares de Biguaçu (Jebig) – Foto Alexandra Klingstron – DICOM PMB

 

 

REFLEXÃO

Nada contra ex-profissionais agora jogando nos times de futebol amador de Biguaçu.

Mas existe uma regra basilar do futebol amador: jogador não pode receber salário. A partir do momento que receber salário, passa a ser “profissional”, ou seja, aquele que recebe dinheiro para atuar.

Há clubes do futebol amador que são realmente “amadores” no sentido que os jogadores ali estão apenas pelo prazer de jogar, mas não vivem disso, isto é, não recebem salários (leia-se “bichos”, “gratificações”, “dinheirinho prá despesas”, uma “ajudinha” etc).

Mas é sabido que há clubes que pagam por fora jogadores para que estes possam dedicar-se mais ao futebol.

Os clubes de futebol amador são integrados por jogadores que trabalham durante a semana. Não têm tempo para treinar. Só “treinam” na hora do jogo no fim de semana.

Agora os clubes que pagam jogadores para atuarem no campeonato amador estão burlando a regra, pois passam a ter uma vantagem a mais sobre os concorrentes.

Como essa discussão vem ocorrendo dentro da Licob (Liga de Futebol Amador da Comarca de Biguaçu)?

 

JBFoco Online – Quarta-feira (11/09/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/Lt0gdEGjQiYAvavsWLeuTf

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade