Publicidade

BOM DIA

Jean, Ângela e Raphael. (Foto Divulgação)Nossa segunda-feira com perfume  de setembro no ar vai com um bom dia em dose tripla, para a Equipe Gleba de Agrimensura, formandos: Jean Carlo Steffen, Angela Augusta Mazzolli Mascarenhas Nery e Raphael de Pinho. E vai nosso abraço, desejo de sucesso, e muitas alegrias nos seus caminhos. Mandem ver pois a vida foi feita também para vocês.

EMPREGABILIDADE

A taxa de desemprego no país apresentou leve recuo de 12,7% para 12% segundo pesquisa divulgada este mês, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os dados integram a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). Embora animadora, a notícia ainda não trouxe alívio ao brasileiro: no total, o desemprego atinge 12,8 milhões de trabalhadores, sendo que, 3,3 milhões deles procuram trabalho há, pelo menos, dois anos.

Para transformar esse cenário, a Anhanguera busca ampliar as possibilidades de quem está à procura da tão sonhada vaga no mercado de trabalho e anuncia a Feira de Empregabilidade, evento gratuito e aberto à comunidade, que será realizado no dia 5 de setembro, quinta-feira, e reunirá oportunidades de trabalho em diversas áreas. Também faz parte da programação, palestra gratuita com o tema “Como se comportar em uma entrevista de emprego” ministrada pelo empresário Eduardo Lustosa e oficina “Preparatório para o trabalho e para a vida”, ministrada por Mara Coelho Gontijo. O objetivo é auxiliar os interessados em busca de recolocação.

Além da oferta de vagas, a Feira é ideal para estabelecer ou ampliar uma rica rede de contatos. A proposta é apoiar no desafio de inserir essa fatia da sociedade de volta no mercado de trabalho, compromisso que também assumimos enquanto agentes transformadores do contexto social, comenta Marlucy Xavier, diretora da unidade Anhanguera Asa Norte.

 

BOLSA INCLUSÃO

Outra iniciativa com o objetivo de ampliar as possibilidades de entrada do cidadão no mercado de trabalho é a Bolsa Inclusão Social. Lançada recentemente pela Anhanguera, o programa isenta o estudante de algumas mensalidades do curso, a fim de permitir acesso do público atualmente desempregado ao ensino superior.

Quem não estiver trabalhando formalmente pode contar com o benefício. Até o dia 30 de setembro ele é válido para a modalidade EAD, mediante taxa de matrícula no valor a partir de R$ 59. Cursos da modalidade presencial também estão contemplados. Neste caso, o prazo vai até o dia 12 de setembro. O benefício não é estendido para os cursos de Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia e Direito.

Para requerer, o interessado precisará apresentar a Carteira de Trabalho para comprovar que teve, ao menos, um vínculo empregatício anterior e que está momentaneamente desempregado. Outros documentos exigidos são: histórico escolar, CPF e documento original com foto.

 

CURSOS GRATUITOS

Ainda com foco no aumento das chances de ingresso no mercado de trabalho, a boa notícia para quem busca capacitação rápida, é que a Anhanguera lança, este mês, novos cursos livres gratuitos para capacitação profissional. “Em um mercado cada vez mais competitivo, muitas vezes, os cursos são as alternativas viáveis para alcançar destaque, pois promovem maior autonomia e segurança para desenvolver as habilidades profissionais” comenta Marlucy.

A diretora reforça que, para participar do curso, o interessado deve realizar o vestibular agendado e efetuar a inscrição presencialmente na unidade.

 

 

SERVIÇO:

 

Feira de Empregabilidade

 

Data: 05/09/2019

 

Horário: 9h às 12h

 

Palestra: Seja o melhor! Saiba se diferenciar em uma entrevista de emprego.

 

Oficina: Preparatório para o trabalho e para a vida

 

Local: Faculdade Anhanguera de Brasília Asa Norte (FACITEB)

 

Endereço: SCN Quadra 6, Conjunto A, bloco A – Shopping ID

 

Como participar: Gratuito

 

 

SOBRE A ANHANGUERA

Fundada em 1994, a Anhanguera já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação e extensão, presenciais ou a distância.

 

Presente em todos os estados brasileiros, a Anhanguera presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Anhanguera oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. Em 2014, a instituição passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse: www.anhanguera.com

 

SOBRE A KROTON

A Kroton é uma companhia brasileira e uma das principais organizações educacionais do mundo, proporcionando ensino de qualidade durante todos os momentos da vida dos alunos, desde o ensino básico até a educação continuada. Com atuação inovadora, a Kroton é líder no desenvolvimento e aplicação de soluções educacionais. Em seus mais de 50 anos de tradição já contribuiu para a transformar a vida de milhões de pessoas, e trabalha para continuar concretizando sonhos em todos os cantos do país.

 

EMPÓRIO LEOMAR

O point, o espaço gastronômico, do melhor dominó em Capoeiras. Na rua Odilon Galotti 371, Jair e Neusa, anfitriões de primeira, deram  um novo conceito no espaço. Mudou da água para vinho. Parabéns ao casal, e aos frequentadores de bom nível do dominó., da Academia do Dominó.

 

GREEN CARD

Recentemente o governo dos Estados Unidos publicou um regulamento que dificultará o processo de obtenção de greencardpara imigrantes que sejam venham, ou queiram sua legalização nos EUA, para se utilizarem, largamente, dos benefícios sociais dados pelo governo. Seguindo as novas normas, para pleitear a permanência legal, os imigrantes terão que comprovar serem autos suficientes para viver no país, ou seja, não depender de benefício do governo. Especialistas avaliam que esta pode ser uma das medidas anti-imigratórias mais impactantes de Trump, principalmente para o cenário econômico dos EUA.

Segundo o regimento publicado pelo Departamento de Segurança Interna, serão favorecidos nos processos de concessão de vistos de permanência aqueles que cumprirem padrões de renda compatíveis com a média americana de ganhos para a atividade, de forma a não serem fatores de perda de valores salariais dos americanos e não dependerem de assistência pública.

O recebimento de benefícios públicos, como auxílio sem dinheiro, incluindo auxílio alimentação (cupons de comida), saúde (Medicaid) e uma variedade de programas habitacionais públicos será considerado “fator negativo” na avaliação. O usos da educação pública não pesa negativamente a não ser no caso dos que vem para os EUA com visto de estudante e estendem este direito a seus filhos.

A previsão é que o regulamento entre em vigor a partir de 15 de outubro. O governo americano estima que o status de 382.000 imigrantes poderia ser revisto por esses motivos.

Considerando as novas regras, mais da metade dos solicitantes de visto de residência com familiares nos EUA seriam rejeitados, conforme o centro de estudos Migration Policy Institute. Em 2018, o levantamento concluiu que 69% dos imigrantes já estabelecidos tinham pelo menos um fator negativo contra eles no teste do governo, enquanto apenas 39% tinham um dos fatores positivos mais pesados.

 

IMPACTO ECONÔMICO

O economista Carlo Barbieri, CEO do Oxford Group – consultoria brasileira nos EUA, explica que, com as medidas, o intuito do governo, além de dificultar a imigração ilegal, que já custou este ano cerca de $180 bilhões aos cofres públicos, é diminuir as despesas e qualificar os imigrantes. “Hoje a demanda de pedidos de moradia nos EUA parte, em maioria, de pessoas com baixa renda. O amparo social cedido aos imigrantes gera uma despesa de bilhões de dólares para o tesouro americano. Estamos falando de um número extremamente significativo. A intenção é atrair imigrantes que contribuam com a economia, preenchendo vagas de trabalho (que atualmente somam mais de 4,5 milhões de vagas abertas), abrindo empresas e gerando empregos”, explica.

Os benefícios direcionados aos imigrantes que vivem nos EUA respondem a um custo anual que pode variar entre US$ 43 bilhões a quase US$ 300 bilhões da receita de contribuintes americanos, de acordo com um estudo divulgado pela National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine.

Entretanto, conforme o Bureau of Labor Statistics dos EUA, os imigrantes cumprem um importante papel no mercado de trabalho americano. Em 2018, havia 28,2 milhões de pessoas nascidas no exterior trabalhando nos EUA, respondendo a 17,4% por cento do total de trabalhadores. O relatório mostrou ainda que, para alguns cargos, os imigrantes são mais propensos a serem contratados que os nativos, como por exemplo, em serviços e ocupações de determinados setores, como administração e serviços.

Barbieri contextualiza que “a orientação que o serviço de imigração tem é de aceitar aquele perfil que irá suprir a carência de obra no mercado americano. Existem áreas de empregos que não são ocupadas comumente por americanos e os imigrantes são fundamentais para atender a esta demanda de mercado. Mas, muito além do trabalho laboral, os imigrantes, quando qualificados, têm se posicionado como parte da engrenagem econômica dos EUA”.

 

IMIGRANTES E EMPRESAS NOS EUA

 

Um estudo divulgado neste ano mostrou que os imigrantes empresários desempenham um papel indispensável na economia americana. O New American Economy apontou que Imigrantes e filhos de imigrantes fundaram 45% das 500 maiores empresas dos EUA. As organizações fundadas por essa parcela da população empregaram 13,5 milhões de pessoas nos Estados Unidos, 11% a mais do que companhias fundadas por norte-americanos.

Os brasileiros fazem parte deste número. Um levantamento desenvolvido pela Apex-Brasil, mostra que, em 2015, as empresas brasileiras detinham US$ 102,2 bilhões em ativos nos Estados Unidos e empregavam 74.200 pessoas. O Brasil foi o segundo país, entre os analisados, que mais gerou empregos, atrás apenas do México. De 2009 a 2015, as empresas brasileiras nos Estados Unidos venderam significativamente mais internamente e geraram mais valor agregado nos Estados Unidos em comparação com outras economias, como Índia, China, Rússia e México.

Com mais de 30 anos de experiência no mercado americano, Carlo Barbieri avalia que, nos últimos 10 anos, o perfil das empresas abertas nos EUA por imigrantes do Brasil mudou. “Saindo da gama de serviços braçais, o empresário brasileiro aposta hoje em inovação e setores que podem gerar maior receita. As áreas de tecnologia, segurança e o setor imobiliário, por exemplo, tem sido de destaque”, elenca o especialista em internacionalização.

Em 2018, um relatório do Citigroup e da Universidade de Oxford descobriu que dois terços da expansão do PIB dos EUA desde 2011 eram “diretamente atribuíveis à migração”, e qualquer corte na imigração prejudicaria os ganhos econômicos e impediria a inovação. O estudo observou ainda que os imigrantes têm duas vezes mais probabilidade de criar uma invenção patenteada ou ganhar um Oscar ou um Prêmio Nobel.

Para “construir a América” a entrada de imigrantes qualificados tem sido uma defesa frequente de Donald Trump em seus discursos. Em maio deste ano o presidente declarou que pretende implantar o visto “Build America” que priorizará uma nova política de imigração baseada em pontos e méritos que busca aumentar a cota de trabalhadores altamente qualificados de 12 para 57%.

O aumento na exigência de qualificação dos imigrantes incentivará a abertura de empresas. “Os EUA procuram por pessoas que queiram contribuir com a economia. Não temos enfrentado nenhum problema em trazer imigrantes qualificados e investidores para os EUA. O governo americano deu quase 1 milhão de greencards no ano passado. Centenas de brasileiros receberam e seguiram recebendo visto de investidores, entre eles o EB-5 e E-2. Inclusive para trabalhadores em áreas de maior carência, como motoristas, funcionários de construção, há abertura para imigração. A questão é seguir as normas e saber dos interesses do país”, explica o economista.

Carlo Barbieri é analista político e economista. Com mais de 30 anos de experiência nos Estados Unidos, é Presidente do Grupo Oxford, a maior empresa de consultoria brasileira nos EUA. Consultor, jornalista, analista político, palestrante e educador. Formado em Economia e Direito com mais de 60 cursos de especialização no Brasil e no exterior

 

DICA

 

Faby Doces. (Foto Divulgação)

 

Faby Doces está com ótimas promoções de trufas e pirulitos de chocolate.faça já sua encomenda .(31)997377148 chocolate e vida. Em BH a grande dica. Uma maneira gostosa de adoçar a vida. Se este trem é mineiro, “intão é bão”

 

FRASE

 

” Simplesmente Simples

Não me peças conselhos,

se fossem bons eu os venderia.

Não me conte nem me peça segredos,

certamente serão frutos ou o princípio

de mais alguma fofoca.

Não me traga suas dúvidas,

se são suas devem ser de exclusividade

sua também as decisões.

Não precípite meus pensamentos,

como diz, são meus, são minhas opiniões,

são os meus conceitos, são as minhas idéias capitais

de um esboço de algo que ainda não tornei público.

Assim como meus pensamentos são as minhas escolhas,

São Minhas Chances de errar e de aprender.

Não peça-me que cresça ou amadureça,

tenho maturidade suficiente a compreender e assumir meus atos.

Deve ser esclarecido que compaixão é de grande valor,

mas serve apenas para aumentar as audiências dos programas de TV

quando não há ações em seu ponto de origem, do contrário

é apenas mais uma prática das leis religiosas (Dó, Piedade),

e não espero que a mesma seja lançada sobre mim.

Conquista mais quem Reclama menos,

substitua esta energia pelo foco em seus Objetivos.

Conquista mais quem Complica Menos,

a simplicidade esta em em tudo na vida,

complicado é a maneira com a qual você a Enxerga (sempre nos vizinhos).

Por fim não menos importantes que haja gentileza em suas palavras e ações,

as respostas que lhe ofereço serão dadas

de acordo com as perguntas” Lafaiete Santos

LEITURA

 

CAIBALION – Hermes Trimegistro –  Caibalion (Kybalion) é um livro recompilado em 1908, que contêm a essência dos ensinamentos de Hermes Trismegisto, tal como ensinado nas escolas herméticas do Antigo Egito e da Grécia.O título Caibalion se refere a uma palavra hebraica que significa “Tradição ou preceito manifestado por um ente de cima” e compartilha a mesma raiz da palavra Qabala.Muitas das ideias apresentadas neste livro anteciparam conceitos relativamente modernos, como por exemplo, a Lei da Atração, entre outros, que embora tenham sido sucesso de venda, as pessoas não entenderam a sua verdadeira essência.

ABRAÇOS

Coluna Opinião Formada

Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade