Publicidade

Caros (as) leitores (as), no dia 15 de outubro comemoramos a profissão mais importante para uma sociedade, pois através dela todas as outras são viabilizadas, estamos falando da honrada profissão de Professor.

Ser professor exige antes de uma boa formação, a vocação para tão importante profissão. Um professor vocacionado para a sala de aula, ensina e consegue construir uma carreira profissional que deixará marcas na vida de todos os seus alunos, pois além do conhecimento que receberão, passarão a respeitar a profissão, ter orgulho de seus professores, admiração, amizade, bem como despertarão interesse em seguir tão nobre profissão.

Para que uma profissional se torne um bom professor, precisa estudar muito, se capacitar permanentemente, ler muito, ser uma pessoa com ótimo conhecimento geral, além de ter boa didática e boa metodologia de ensino, dentre tantas outras qualidades.

Vejam como devemos, ou melhor, temos que homenagear nossos professores. Eles se prepararam muito para poderem passar para nós os seus conhecimentos.

Os professores muitas vezes precisam ultrapassar as suas funções, dentre elas a de pasar conhecimento em áreas como matemática, física e biologia, para tentarem ser amigos, aconselhadores, dentre tantas outras nobres qualidades, para que o aluno com problemas em casa, problemas sociais, possam minimizá-los, sendo tais problemas muitas vezes básicos, como em relação a falta de comida, vestuário, higiene, transporte etc.

Professores, quanta admiração a população tem em relação a todos vocês.

Muitos tiram do seu próprio salário para ajudarem um aluno com falta de um caderno, um lanche ou mesmo com um simples lápis e borracha, pois no interior do Brasil, até isso ainda são sérias carências.

Em um município, um vereador jamais poderia ganhar mais que um professor, em um Estado, um deputado jamais deveria ganhar mais que um professor, e no Governo Federal um professor jamais deveria ganhar menos que um deputado ou senador.

Infelizmente o que constatamos é uma triste realidade, pois muitos “legisladores” pelo país, mesmo sem possuírem condições adequadas para o cargo, apenas possuindo votos, passam a legislar para todos, ganhando algumas vezes, mais do que um professor. Uma das contradições absurdas existentes no nosso país.

Na profissão nem tudo é um “mar de rosas”, pois não são todas as cidades que reconhecem os seus professores, pois normalmente não pagam um salário adequado e merecido, não propiciam capacitações, não oferecem boas bibliotecas, não dão suporte pedagógico adequado, além de tantas outras deficiências inadmissíveis para um país que quer crescer. Sem educação, não existe crescimento em nenhuma outra área.

Outro fato lamentável na vida profissional de um professor, que à muitos anos atrás seria algo impensável, diz respeito a forma como são tratados por alguns pais e alunos. Antigamente nossos pais e avós relatavam como os professores eram respeitados e admirados, o que se contrapõe com a realidade atual, em que alunos indisciplinados e agressivos agridem verbalmente e fisicamente seus mestres. O pior é que são absurdamente defendidos por alguns pais, que se limitam a culpar o colégio pelas atitudes dos filhos, o que na verdade caracteriza uma total falta de estrutura familiar, falta de valores e noções de respeito pelo próximo.

O Jornalista e colunista Fernando Henrique da Silveira, se sente muito a vontade e orgulhoso em poder escrever algumas poucas palavras para todos os professores, pois também já teve a honra e orgulho de ter sido Professor de Direito em cursos de graduação e sequencial (Disciplinas: Direito Tributário, Noções Gerais de Direito, Direito Empresarial Aplicado, Aspectos Legais na Gestão de Pessoas, Noções de Contrato, Regulação, Direito Tributário) Em decorrência de um curso de Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais, teve que deixar de ministrar as suas aulas. Agora já concluído o curso, pretende voltar às salas de aula.

Um dia ainda viveremos em uma sociedade em que os professores serão tratados como merecem, com respeito, admiração, sendo valorizados através de salários dignos e a sociedade certamente passará a ser mais Justa e Perfeita.

Parabéns para todos (as) os (as) Professores (as).

Jornalista Fernando Henrique da Silveira, proferindo uma de suas aulas de Direito. Uma honra já ter trabalhando como Professor (Foto Divulgação)

(*) Fernando Henrique da Silveira é Jornalista (MIT nº 6646/SC), Funcionário Público Estadual a mais de 24 anos, ocupa a cadeira nº 21 da Academia de Letras de Biguaçu, Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Entorpecentes – CONEN/SC, Advogado, Conselheiro Titular da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais, Vice-Presidente da Comissão de Moralidade Pública da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, indicado da OAB/SC – Subseção de Biguaçu para compor o Conselho Municipal Antidrogas de Biguaçu. Colunista diário do Jornal Biguaçu em Foco.

 

e-mail: fernandohsilveira@hotmail.com

 

Contatos: 48-984578842 (WhatsApp) e 48-999953848.

 

Jornais em Foco – Terça-feira (15/10/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade