Publicidade

Governador Celso Ramos paga em média R$ 1,5 milhão por ano, segundo vereadores, para que o lixo daquele município seja enterrado no aterro sanitário da empresa Proactiva, em Estiva, norte de Biguaçu.

Se o prefeito Juliano Duarte Campos for bem sucedido na proposta que foi apresentada a seu colega de Biguaçu, Ramon Wollinger, vai ser, segundo o comentário em Ganchos, um verdadeiro “gol de placa”. Por quê?

Governador Celso Ramos é um paraíso turístico com dezenas de praias e atraindo milhares de turistas durante as temporadas de verão. No entanto, não tem um metro sequer de tratamento de esgoto. Tirando alguns loteamentos novos, o esgoto acaba indo sem tratamento para cursos d´água que deságuam no mar local.

Se conseguir isentar Governador Celso Ramos do pagamento do lixo para dar, por reciprocidade, a isenção da TPA (Taxa de Proteção Ambiental), a ser cobrada a partir de 15 de novembro próximo, aos motoristas de Biguaçu que porventura forem a Ganchos, evidentemente aquele município já vai começar economizando justamente R$ 1,5 milhão.

Com este dinheiro que não precisará sair dos cofres públicos municipais e mais alguns milhões que certamente serão arrecadados com a cobrança da TPA irão justamente permitir a construção da primeira central de tratamento de esgoto.

Se vai atender todo o município ou só uma parte, não importa. Independente do que seja, já é um início de algo que Governador Celso Ramos nunca antes teve: saneamento básico.

Vale lembrar que o tratamento de esgoto é primordial para Governador Celso Ramos para sua vocação turística.

Agora é aguardar os acontecimentos.

 

Juliano Duarte Campos: negociação em prol de um acordo com Biguaçu. (Foto Arquivo JBFoco)

 

Jornais em Foco – Sexta-feira (01/11/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/invite/Lt0gdEGjQiYAvavsWLeuTf

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

 

Publicidade