Publicidade

BOM DIA

Marion Elisabete da Silva. (Foto Divulgação)

Meu bom dia desta terça-feira, vai para à amiga, Marion Elisabete da Silva. profissional do Direito, e uma grande apoiadora a toda forma de violência contra as mulheres. Admiro pessoas de vibra e principalmente de conversas bem elaboradas. Marion é gente que faz. E fazendo sempre a diferença. Deixo aqui meu carinho e respeito à você.

 

FLORIPA

 

 

Precisa urgentemente de pessoas, especialistas em mobilidade urbana. E não me venham falar em vereadores…

 

 

HOJE

 

 

É dia Internacional dos Direitos Humanos. Aqui no Brasil, confunde-se muito direitos humanos com direitos somente de bandidos. Está na hora destes representantes começarem a observar as vítimas destes criminosos. Hoje também é dia do palhaço. Sem cometer qualquer tipo de desrespeito, mas minha homenagem aos palhaços do $TF. Os demais profissionais dos circos são seres humanos dignos de meus aplausos.

 

 

TRABALHO FLEXÍVEL

 

 

 

A Economia Compartilhada, uma tendência global que revoluciona o mundo dos negócios, também tem ganhado força no Brasil. Essa nova forma de pensar a economia transforma não apenas os processos de produção e o comércio de bens e serviços, mas também promove profundas mudanças no mercado de trabalho. Neste novo modelo, flexibilidade é o principal aspecto que tem pautado as relações entre empresas e funcionários.

Uma pesquisa do Internacional Workplace Group (IWG), empresa líder mundial e brasileira no mercado de escritórios compartilhados, aponta que 83% dos entrevistados acreditam que flexibilidade é um fator decisivo na hora de escolher uma proposta de emprego. Mas você realmente sabe o que é o trabalho flexível? Ao contrário do que muitos acreditam, ter flexibilidade no trabalho não é apenas poder fazer home office em dias específicos da semana.

O conceito de trabalho flexível reúne várias frentes, mas principalmente estão entre elas: horário, jornada, localização, remuneração e gestão por indicadores de performance. Para Tiago Alves, presidente do IWG, detentoras das marcas Regus e Spaces no Brasil, empresas que ainda atuam no modelo tradicional e pretendem adotar a modalidade flexível precisam passar por uma cuidadosa reorganização de processos. “É preciso, primeiramente, avaliar o padrão de trabalho vigente para verificar a viabilidade da implementação de um novo modelo. O benefício da flexibilidade é, hoje, o fator número 1 na guerra por talentos da nova geração”, explica o executivo.

Além disso, a combinação dos benefícios traz ganhos expressivos para as empresas e para os trabalhadores. O trabalho flexível propicia um aumento da produtividade em 10% e economiza tempo no deslocamento dos funcionários. “Se um empregado economizar 60 min de deslocamento todos os dias com o conceito de trabalho flexível, isso será o mesmo que ganhar 5 semanas úteis de volta nas 52 semanas do ano”, exemplifica Alves.

Entenda quais são os principais pilares e características básicas do modelo flexível de trabalho:

 

Horário

Esse é apenas o primeiro passo para a implementação do trabalho flexível. Aplicar a flexibilização do horário é, principalmente, permitir que seus funcionários possam entrar e sair da empresa fora de horários pré-estabelecidos. Essa prática pode, em alguns casos, até mesmo eliminar a necessidade de uma “folha de ponto” sendo previamente validado entre o empregador e empregado, e dependendo da classe, com o sindicato. De qualquer maneira, é importante que seja alinhado com o horário de atendimento ao cliente.

 

Jornada

Os dias trabalhados pelos funcionários também podem ser flexíveis! A contratação de profissionais pode acontecer sem uma jornada pré-definida. Os empregados poderão trabalhar, por exemplo, de segunda a quinta ou, até mesmo escolher os dias da semana que sejam mais produtivos. Esse benefício pode ajudar quem possui um segundo emprego ou tem compromissos fixos por semana – até mesmo funcionários que moram longe do escritório. Esse conceito de jornada flexível pode eliminar o famoso banco de horas ou horas extras, dias de rodízio, pais e mães com guarda alternada, entre outros. Vale lembrar que a última reforma trabalhista regulou a contratação por Intra-jornada.

 

Localização

A prática do tão conhecido home office refere-se à possiblidade de o funcionário poder exercer suas atividades em locais distintos, eliminando a necessidade de deslocamento. Esta modalidade traz muitos benefícios à empresa e ao empregado, sendo a principal modalidade adotada hoje pelas empresas que têm o melhor índice de satisfação de funcionários. Uma alternativa para a localização flexível é a implementação de um escritório regional da própria empresa ou a utilização de redes de escritórios compartilhados e espaços de coworking. Também vale para o tão famoso conceito de equipes regionais de trabalho, ou Squads, que estão em alta nas empresas mais inovadoras.

 

Remuneração e gestão por KPI: Indicadores de Desempenho

Quando o sistema de trabalho flexível é bem aplicado, a remuneração flexível e variável tende a ser uma ótima ferramenta para manter a equipe motivada e engajada. O pagamento se dá de acordo com a jornada, horário, produtividade e desempenho – ou seja, em conformidade com a performance de cada profissional ou do time. Isso traz uma grande chance para que empresas implementem o conceito de meritocracia e gestão por performance.

O conceito de trabalho flexível pressupõe a implementação e combinação de todos esses fatores. Os benefícios dessa política são inúmeros, podendo até mesmo ser interpretada como uma relação de ganha-ganha. As vantagens são refletidas na satisfação do empregado, que consegue equilibrar as vidas social e profissional. Contudo, é sempre necessário averiguar a possibilidade legal e aprovar a adoção de alguns dos fatores que caracterizam flexibilidade no trabalho – como horário, jornada e remuneração – com o sindicato que representa a categoria se aplicável. Já a localização flexível, essa é ganho imediato.

 

 

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

 

 

Unanimidade entre especialistas do setor, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) e Concessões são fundamentais para destravar o desenvolvimento da infraestrutura e melhorar a qualidade do serviço público no país. Nesse sentido, hoje dia 10 de dezembro de 2019 (3ª feira), em São Paulo, a Sator e a Radar PPP realizam a 3ª edição do PPP Awards & Conference Brazil, mais importante prêmio de PPPs do país que, além de premiar as melhores iniciativas nesse segmento e apresentar os projetos de PPPs e concessões, irá debater questões que condicionam a evolução desse mercado, considerando a proposta da Lei Geral de Concessões (LGC)- aprovada pela Comissão da Câmara, por meio da participação do deputado federal Arnaldo Jardim, relator da Comissão Especial da Câmara dos Deputados das Parcerias Público-Privadas.

O evento contempla também a presença de outros especialistas, autoridades, empresas nacionais e internacionais, além de exposição e reuniões de negócios. Estão confirmados: vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia; presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), Venilton Tadini; secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier; governador do Estado do Piauí, Wellington Dias; governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande; secretário executivo do Programa de Parcerias Público-Privadas da Secretaria da Fazenda do Governo do Estado da Bahia, Rogério Princhak; entre outros especialistas.

 

O sócio da consultoria Radar PPP, Guilherme Naves, destaca que a 3ª edição do evento conta com 38 projetos finalistas e que concorrem à premiação em cinco diferentes Categorias: “Projeto do Ano”; “Unidade de PPP do Ano”; “Concessionária do Ano”; “Modelagem do Ano”; e “Ideia mais Inovadora do Ano”. “Sem dúvida, esse mercado tem ganhado cada vez mais notoriedade e continuará em expansão nos próximos anos. Isso se reflete no aumento e na relevância dos projetos finalistas e que se candidataram ao PPP Awards 2019, por meio de iniciativas em diversas regiões do país e desenvolvidas pelos governos federal, estaduais e municipais, empresas e entidades do terceiro setor”, disse.

A Cerimônia de Abertura do evento terá início às 9h e, na sequência, acontece a Mesa redonda: o que esperar dos programas de PPP estaduais após esse ano inaugural dos mandatos dos Governadores?. Já no período da tarde se destacam temas como: Iluminação pública e cidades inteligentes: desafios de implementação nas cidades brasileiras; PPPs e concessões de Transporte; Saneamento Básico e infraestrutura social; e a Premiação PPP Awards.

“A 3ª edição do PPP Awards & Conference Brazil reunirá os principais atores do setor de PPPs e Concessões e ainda destacará os projetos mais importantes do Brasil. Sem dúvida, a edição 2019 consolida o evento como a iniciativa mais importante desse segmento, com destaque para as empresas nacionais e internacionais que comporão a exposição e os renomados palestrantes. O formato do evento foi pensado para proporcionar maior interação entre os participantes e a geração de resultados, por meio das reuniões de negócios. A nossa expectativa é superar a edição anterior com a participação de mais de 300 profissionais”, afirma a sócia-diretora da Sator, Paula Faria.

 

PALESTRANTES CONFIRMADOS

A Cerimônia de Abertura do evento será realizada das 9h às 9h45 e estão confirmados também: superintendente de PPPs do Governo do Estado do Piauí, Viviane Bezerra; subsecretária de parcerias do Governo do Estado de São Paulo, Tarcila Reis Jordão; subsecretária de Estado de Infraestrutura e Mobilidade do Governo do Estado de Minas Gerais, Mônica Salles Lana; titular da Secretária Extraordinária de Parcerias do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Bruno Vanuzzi; sócio da consultoria Radar PPP, Guilherme Naves; idealizadora da plataforma e sócia-diretora da Sator, Paula Faria. A presença do Ministro do Ministério da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, está pendente de confirmação.

 

Os especialistas: chefe de departamento da Área de Estruturação de Parcerias de Investimento do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), Guilherme Martins; sócio-fundador da Dal Pozzo Advogados e presidente do Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos da Infraestrutura (IBEJI),Augusto Neves Dal Pozzo; solutions Manager Business to Territories da ENGIE, Kevin Alix; responsável por soluções e-city/B2G da Enel X Brasil, Carlos Eduardo Cardoso de Souza; sócio-líder da Indústria de Government & Public Services da Deloitte, Elias de Souza; diretora da São Paulo Parcerias S.A, Nara Carolina Merlotto; CFO da B3, Daniel Sonder; coordenador da área de infraestrutura e financiamento de Projeto e sócio da Machado Meyer; José Virgílio Enei; diretor Presidente da GPA; vice-presidente das Relações Institucionais da AEGEA; Rogério de Paula Tavares; diretor-presidente da GPA, Rodrigo Gaiga; vice-presidente de Governo da CAIXA Econômica Federal, Tatiana Thomé; The Economist Intelligence Unit, Márcio Zanetti.

 

Além dos jurados da premiação: diretora do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS no Brasil), Claudia Valenzuela; superintendente do BNDES, Cleverson Aroeira; professor de Estratégia e coordenador do mestrado de Políticas Públicas no Insper, Sandro Cabral; gerenciamento de Projetos da PPP Ideias e Soluções, Salus Moraes; senior Investment Office na IFC – International Finance Corporation, Bernardo Tavares de Almeida; professora e doutora em direito na UFMG e da Milton Campos, Cristiana Fortini; diretor superintendente do SEBRAE/SP, Wilson Poit; entre outras autoridades, especialistas e representantes de empresas com atuação no setor de PPPs e Concessões no Brasil.

 

 

FINALISTAS PPP AWARDS 2019

Categoria Modelagem do Ano

  • Iluminação Pública de Teresina – Prefeitura Municipal de Teresina;
  • Parceria Público Privada em Iluminação Pública de Timbó – Município de Timbó/SC;
  • Projeto Miniusinas de Energia Solar Fotovoltaica – Governo do Estado do Piauí;
  • Concessão de rodovia Lote Piracicaba – Panorama – ARTESP e UPPP da Secretaria de Governo do Estado de São Paulo;
  • Concessão Rodoviária Aliança de Tocantins – Anápolis – Ministério da Infraestrutura/ANTT;
  • Parque da Orla do Guaíba – Lazer, Natureza e Qualidade de Vida – Prefeitura Municipal de Porto Alegre;
  • Iluminação Pública POA – Prefeitura Municipal de Porto Alegre;
  • LOTEX – Ministério da Economia;
  • Sistema Rodoviário Ponte Salvador – Ilha de Itaparica – SEINFRA – Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia.

 

Categoria Projeto do Ano

  • Esgotamento sanitário de Piracicaba – Prefeitura Municipal de Piracicaba/Serviço de Água e Esgoto de Piracicaba (SEMAE);
  • PPP de Atenção Básica de Saúde de Belo Horizonte – Prefeitura de Belo Horizonte;
  • Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro de BH – Prefeitura de Belo Horizonte;
  • Linha 4-Amarela de metrô de SP;
  • Governo do Estado de São Paulo;
  • Linhas 5-Lilás de metrô e 17-Ouro de monotrilho de São Paulo – Governo do Estado de São Paulo
  • GPA – Gestores Prisionais Associados – Estado de Minas Gerais;
  • Concessão Rodoviária Aliança de Tocantins (Anápolis) – Ministério da Infraestrutura/ANTT.

 

Categoria Concessionária do Ano

  • Inova BH;
  • ViaQuatro;
  • ViaMobilidade;
  • Sistema Produtor São Lourenço;
  • EcoJordão.

 

Categoria Unidade de PPP do Ano

  • Estado de Santa Catarina;
  • Município de Teresina;
  • Estado de São Paulo;
  • Município de Porto Alegre;
  • Estado de Pernambuco;
  • Município de São Paulo;
  • Estado do Piauí.

 

Categoria Ideia Mais Inovadora do Ano

  • Parcerias Sociais (Estado do Mato Grosso);
  • Condicionantes para revogação de legislação que crie a COSIP (Mayer Brown);
  • Cooperação para apoiar a estruturação de PPPs com recursos da iniciativa privada (Fundação Ezute);
  • Banco de Alimentos (Estado do Piauí);
  • “Oportunidade de Negócio” para a estruturação de PPPs, conforme Lei 13.303 (EPL);
  • Banco de Créditos de Pontos de IP (BNDES);
  • Cláusula para compartilhamento de ganhos de refinanciamento (Maciel Rocha);
  • Solução contratual para dar eficácia à PPP de atenção primária à saúde de Belo Horizonte (Prefeitura de Belo Horizonte);
  • Modernização da gestão do portfólio de projetos de PPPs e concessões (KPMG e Governo da Bahia);
  • Programa de aprendizagem para população carcerária do complexo penal público-privado de Minas Gerais (GPA e MRV);
  • Instituto Semeia (Instituto Semeia).

 

 

DICA

 

Fica a dica aqui para nosso empresários: Investir mais na cidade, através dos eventos culturais. Acabar de uma vez por todas com os patrocínios do setor público.

 

FRASE

 

” Muito pouco sabes acerca dos tempos em que vives se pensas que o mel é mais doce do que dinheiro na mão.” Ouvídio

 

LEITURA

 

MEMÓRIA POR CORRESPONDÊNCIA – Emma Reyes. Trecho da sinopse: “Em 23 cartas enviadas entre 1969 e 1997 a seu amigo e confidente Germán Arciniegas, a artista plástica Emma Reyes relata as adversidades que viveu durante sua infância na Colômbia. Emma era filha ilegítima e, nesta autobiografia epistolar, conta desde suas lembranças mais antigas até o momento em que deixou o convento onde passou sua juventude, sem ao menos saber ler. Estes textos não só expõem um belíssimo relato pessoal, mas também descrevem o contexto da sociedade colombiana na década de 1930.”

 

ABRAÇOS

 

Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

 

Jornais em Foco – Sexta-feira (06/12/2019)

Publicidade