Publicidade

Informa a assessoria de imprensa: “Prefeitos, vereadores, dirigentes e pré-candidatos do MDB da Grande Florianópolis reuniram-se na noite de segunda (20/01/2020) em Palhoça com o senador Dário Berger para discutir as estratégias do partido para as próximas eleições. Um novo encontro ficou acertado para o dia 3 de março, na Arena Petry, em São José, quando cada uma das 13 cidades que compõem a região apresentará um diagnóstico do cenário político municipal.

Embora seja o nome sugerido pela maioria dos presentes para concorrer ao governo estadual em 2022, Berger reforçou que o momento é de focar no pleito de outubro. Na avaliação do senador, a “criminalização da política que houve recentemente” faz com que o trabalho tenha que ser redobrado para mostrar às pessoas que desenvolvimento e qualidade de vida dependem de quem elas votarem nas urnas.

“Para voltarmos a comandar Santa Catarina, precisamos lançar candidatos a prefeitos e vereadores com projetos consistentes e lembrar as realizações do MDB nas cidades que o partido já administra. O resultado das eleições municipais será fundamental para as ambições emedebistas em 2022”, afirmou.

Conforme a coordenadora regional da sigla na Grande Florianópolis e presidente estadual do MDB Mulher, Dirce Heiderscheidt, a mobilização para as eleições municipais já começou. Ela própria é cotada como eventual candidata à prefeitura da cidade, assim como o atual vice-prefeito, Amaro Jr.

“Estamos dentro de um rigoroso planejamento buscando renovação, filiações e novas lideranças e trabalhando muito no fortalecimento do partido por todo o Estado”, comentou Dirce.

Na ocasião, os prefeitos de Águas Mornas, Omero Prim; São Pedro de Alcântara, Ernei José Stähelin; e de Rancho Queimado, Cleci Veronezi, manifestaram sua vontade de disputar a reeleição, condição construída pela aprovação da gestão que fazem em seus municípios. O vice-prefeito de Antonio Carlos, Nelinho Richartz, também confirmou a candidatura para suceder o emedebista Geraldo Pauli.

Em Florianópolis, onde o cenário ainda está mais indefinido, o presidente provisório do diretório municipal, vereador Rafael Daux, disse que já mapeou mais de 20 potenciais candidatos para a câmara da Capital. Em Biguaçu, o vereador Salmir da Silva deve disputar a majoritária e, em Santo Amaro da Imperatriz, continuam as tratativas para se chegar a um consenso sobre o nome mais competitivo para o retorno do MDB à prefeitura.”

 

Dário Berger falou de estratégias do partido para a eleição 2020. (Foto Divulgação)

 

Reunião do MDB da Grande Florianópolis. (Foto Divulgação)

 

Publicidade