Publicidade

Heitor Carvalho, de apenas dois anos e 9 meses, acabou morrendo na tarde de ontem (segunda-feira (03/02/2020) no Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

No domingo (02/03/2020) a criança foi levada pelo pai ao hospital de Navegantes. O bebê Heitor estava com fortes dores abdominais.

O pediatra que o atendeu disse que a criança estava apenas com “gases”, ou seja, as dores vinham de tais gases. Receitou algumas medicações e liberou a criança.

O problema foi que Heitor não melhorava. Pelo contrário. O pai levou a criança na segunda-feira (03/02/2020) no hospital de Navegantes e os funcionários do mesmo, além de negar, segundo a acusação, de realizar exames de sangue em Heitor, “orientaram” a família a levá-lo num posto de saúde.

Resumindo toda a história: Heitor só piorava e, no caminho para o hospital mais uma vez naquela segunda (03/02/2020), o menino acabou morrendo.

O pai acusa o hospital de Navegantes de suposta negligência e está processando a instituição.

 

Heitor Carvalho, de 2 anos de idade, acabou morrendo na segunda (03.02.2020). (Foto Família)

 

 

Publicidade