Publicidade

A criança nasceu em 18 de março último, no segundo dia de quarentena na Grande Florianópolis por causa do coronavírus.

A mãe é de Biguaçu e decidiu entregar a criança à adoção. Porém os funcionários do fórum de Biguaçu estão trabalhando em casa e geralmente um processo desses demorava.

Porém neste caso, o trâmite foi feito com grande rapidez, até porque a criança precisa já estar abrigada num lar, no seio de uma família.

A assistente social da prefeitura de Biguaçu foi informada do interesse da mãe em entregar a criança e, em seguida, a profissional informou o fórum, que designou um oficial de justiça para recolher a assinatura da genitora.

Recolhida a assinatura, o caso foi levado ao juiz José Clésio Machado e o processo todo tramitou apenas cinco dias.

Na manhã da última quinta-feira, 26 de março, um casal que estava na fila de adoção acabou recebendo o “sinal verde” para levar a criança, que se encontrava na maternidade de Biguaçu.

 

ANUNCIAR NOS JORNAIS EM FOCO É A CERTEZA DE ATINGIR O SEU ALVO

Publicidade