Publicidade

JBFOCO- Você é está sendo cogitado a ser pré-candidato a prefeito de Biguaçu pelo Aliança ou PRTB. Como você acredita que qualquer um desses partidos, cujas lideranças são o presidente Bolsanaro e seu vice respectivamente podem influenciar nas eleições municipais aqui em nossa cidade?

 

HERIBERTO PERES- Eu fui cogitado por praticamente todos integrantes de todos os partidos. Pois, todos que me procuraram o fizeram de maneira muito cautelosa a partir do meu histórico de vida.

Do PSL, a exemplo do Deputado Mocellin e outros desse partido, os quais pretendem abraçar o Partido Aliança pelo Brasil. Segundo eles por ser uma pessoa exemplar!

O PMDB, com destaque ao Ex Governador Cassildo Maldaner e o Presidente Estadual Celso Maldaner do PMDB, por entender que eu seria uma grande opção a frente da prefeitura de Biguaçu.

O PSC, que na pessoa do Deputado Jair Miotto, que reuniu praticamente todas as lideranças evangélicas de Biguaçu no bairro Vendaval, onde esses oraram e em sua grande maioria se pronunciaram que não há outra pessoa mais exemplar e preparada em Biguaçu.

O PT, que no passado lideranças me procuraram para ser o candidato da esquerda, etc.

Eu acredito que pagarei um preço muito alto por abraçar a renovação. Porque sou patriota, respeito a diversidade e sou aberto ao diálogo, “acredito na evolução das consciências que não permitem a uma pessoa evoluída qualquer forma de preconceito e fanatismo”, sou radicalmente contra a corrupção e radicalmente a favor da família e dos valores cristãos. Igualmente, entendo que a administração pública não pode ser “um balcão de negócios” e um local de pessoas despreparadas para as funções que o setor exige, etc.

Com isso estou na “contra mão” de grupos e pessoas que fizeram da prefeitura de Biguaçu um “balcão de negócios” e que tem a máquina administrativa a seu favor e muitas verbas para a manutenção de seus interesses em nossa cidade.

 

JBFOCO- Nos bastidores da política de Biguaçu, muita gente avalia que sua candidatura é inviável no ponto de vista de agregar aliados e falta de estrutura para uma campanha majoritária. Como você avalia isso?

 

PERES- Concordo que eu não tenho a máquina administrativa em minhas mãos (no Estado e no Município).

Concordo que o PRTB não terá os benefícios na quantidade que tem grandes partidos

Concordo que os que já fizeram da política uma profissão tendem agregar aliados que comungam dos mesmos interesses e buscam os partidos que mais facilitam a vida de seus apoiadores com cargos comissionados no Estado, no município e, até mesmo na federação, bem como, dispõem de maiores recursos financeiros.

No entanto, eu acredito que estamos com uma população mais preparada a respeito da importância do voto consciente e sabem que há muitos políticos, “mas homens de moral, com histórico de vida exemplar, de caráter e preparados para estar a frente de uma prefeitura são poucos”!

 

JBFOCO- Recentemente o senhor protocolou no MP uma denúncia contra o gasto sem licitação com o dinheiro da Cosip com uma empresa privada em quase R$ 5 milhões. Por que você tomou essa atitude?

 

PERES- Sou radicalmente contra os atos administrativos sem a devida explicação, como foi o caso flagrante da Cosip! Seria incoerente, da minha parte, ficar com as mãos cruzadas diante do caso da Cosip.

Por outro lado, o aperfeiçoamento do sistema jurídico, de modo a reprimir a corrupção e a impunidade no Brasil, sempre foi minha bandeira, como professor universitário e como cidadão.

Lutei para a favor da implantação da Lei Complementar nº. 135 de 2010, mais conhecida como Lei da Ficha Limpa e das Dez medidas contra a corrupção (projeto criado em 2015), etc.

 

JBFOCO- Como você avalia a atual administração de Biguaçu?

 

PERES- Há muita suspeita de corrupção e do uso indevido da máquina administrativa. Verificam-se muitas pessoas em funções estratégicas sem a devida qualificação prejudicando os demais funcionários públicos e os serviços municipais. O pior que muitos que estavam em funções administrativas por indicação de políticos e muitos políticos da “velha política” estão se passando por pessoas que representam o novo e a esperança de uma Biguaçu melhor.

O ponto mais frágil é a falta da participação da população no processo e a devida transparência dos atos administrativos em todas as suas fases. Em síntese há suspeitas de corrupção e muita falta de gestão.

O ponto mais crítico e que poucas tem coragem de falar se refere a uma administração que se tornou um balcão de negócios e o motivo porque se tornou. Eu tenho esta coragem e por isso descrevo “a instância de poder municipal é formada pelo prefeito, secretários municipais (poder executivo) e vereadores (poder legislativo).

O prefeito e seus secretários executam as atividades municipais e os vereadores são responsáveis pela modificação ou manutenção das leis municipais e a fiscalização do município.

Em Biguaçu é muito comum dizer que o vereador fulano de tal é o dono da secretaria tal e tem dezenas de pessoas empregadas na prefeitura (um vereador-prefeito).

Penso que isto torna o vereador “um prefeito” que atua sem fazer o seu papel voltado para a modificação ou manutenção das leis municipais e a fiscalização do município, quando não o torna suspeito em conceder benefícios a terceiros sem a devida imparcialidade. Inclusive usando este mecanismo para se perpetuarem no poder de forma imoral. Por isso torna-se urgente separar o joio do trigo!

 

 

JBFOCO- O que você acha de prefeitos que enriquecem quando exercem mandato?

 

PERES- Inaceitável em todos os setores e por parte de todas as pessoas! Não há pior mal do que a corrupção. A corrupção lesa à sociedade como um todo, pois o dinheiro desviado dos cofres públicos deixa de ser investido em creche, na educação, na segurança, na saúde, no saneamento básico, no transporte público, na cultura, no esporte, no lazer, nas obras para o bem comum, “no melhor pagamento de seus funcionários municipais”, etc.

Por isso eu clamo aos cidadãos de Biguaçu para não votarem e denunciarem aqueles que incham a máquina pública com cargos comissionados, que compram votos, que distribuem   benefícios de maneira parcial, que abrem estabelecimentos próximas as zonas eleitorais para distribuição de bebidas e churrascos e outras doações no dia de votação, entre outros procedimentos, para se manterem no poder e se beneficiarem do mesmo!

 

JBFOCO- Quais suas principais ideias para administrar Biguaçu?

 

PERES- – Ampliar as vagas em creches municipais em tempo integral.

– Implantação e ampliação gradativa de ensino integral a partir do voluntariado para a criação de ensino, em segundo turno (tempo integral), voltado para a formação e qualidade de vida de crianças e jovens a partir da pré-escola.

– Criar “creche para idosos” e apoiar a terceira idade como um todo.

– Definir uma política de maior valorização do funcionário público municipal.

– Estabelecer politicas de ampliação de emprego e renda.

– Estabelecer politicas de valorização da indústria e o comercio.

– Criar mecanismo melhorar a segurança publica, inclusive com a possibilidade da criação da guarda municipal.

– Modernizar a administração, em especial a saúde, através do uso de novas tecnologias.

– Valorizar todas as áreas como um todo (agricultura, pesca, turismo, lazer, cultura, mobilidade, acessibilidade, atividades náuticas, o pequeno agricultor, o pequeno empresário, o pequeno comerciante, etc).

– Criar os CONSELHOS MUNICIPAIS em busca de uma gestão descentralizada e participativa.

  • Para demonstrar a força da sociedade enquanto força atuante em Conselhos Municipais que visam à deliberação, discussão, normatização e fiscalização de Políticas Públicas.
  • Para a Participação Social como Processo de Democratização da Gestão Pública. A participação do povo na deliberação, discussão e fiscalização de políticas públicas. Pois, a participação popular se faz necessária para a real eficácia das políticas públicas na seara municipal, dentre as demais.
  • Conscientizar os Conselhos Municipais de que são os órgãos autônomos para auxiliar a Administração Pública na obtenção do interesse público. Sendo composto por agentes governamentais e pessoas da sociedade civil, que atuarão em conjunto, no intuito de melhorar as políticas públicas já existentes, tais como a educação, o meio ambiente, segurança pública, saúde, segurança, etc.

 

JBFOCO- Por que os eleitores de Biguaçu podem confiar em Peres para elegê-lo prefeito?

 

PERES- Tenho um passado limpo e uma vida exemplar. Inclusive marcada por diversos prêmios de destaques, experiência e capacitação na administração pública, com um extenso currículo de formação e serviços.

Tenho um histórico de lutas contra a corrupção, uma proposta de governo que inclui a participação social, inclusive já criei diversos conselhos de participação social.

Não faço parte da velha política. Sempre fui envolvido em causas sociais. Cito principalmente junto às comunidades mais carentes << aprendi com isso a servir as pessoas com gratuidade e amor>>!

Tenho elevada consciência que me permite olhar as pessoas além das aparências e respeita-las em suas individualidades e em sua dignidade humana.

Sou digno de confiança!

 

Heriberto Peres. (Foto Arquivo JBFoco)
Feijoada do Décio 2020

Feijoada do Décio Patrocinador

 

Publicidade