Publicidade

Aqui a matéria publicada no site oficial da instituição: “O comitê multidisciplinar formado desde o início do mês na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) reuniu-se pela terceira vez, neste domingo, 15 de março no hall da Reitoria, em Florianópolis. Em pauta, os últimos dados relacionados à pandemia de Covid-19 e seu impacto sobre a comunidade universitária. 

Após a reunião técnica a Administração Central decidiu manter as medidas anunciadas na quinta-feira e suspender todas as atividades de ensino presencial (aulas) em todos os campi da instituição a partir de 16 de março, segunda-feira, e também fechar os Restaurantes Universitários (RUs) e a Biblioteca Universitária (BU) a partir de terça-feira, 17 de março. A restrição é por tempo indeterminado e pressupõe que novas ações possam ser adotadas no decorrer dos próximos dias. 

Recomenda-se que a comunidade estudantil mantenha-se em casa, e evite buscar os serviços de saúde a não ser em casos de real necessidade. Em caso de dúvidas sobre os sintomas, que entre em contato, em Florianópolis, com o serviço Alô Saúde Floripa, pelo telefone  0800-333-3233, antes mesmo de se dirigir aos postos de saúde e às UPAs.

>> Leia, na íntegra, a nota da Administração Central

“É importante que as Direções de Unidades e os colegiados de curso se organizem, de forma não presencial, de preferência, para definir medidas estratégicas do uso de tecnologias de ensino a distância neste momento peculiar”, salientou o reitor Ubaldo Cesar Balthazar.  

“Não há comunicação de casos suspeitos ou confirmados que sejam relativos à comunidade da UFSC”, ressaltou o chefe de Gabinete, Áureo Mafra de Moraes. “Mas as medidas de maior contenção são essenciais neste momento, para que a nossa comunidade não seja mais um fator estressor no sistema de saúde pública de Santa Catarina”. 

O comitê debateu os dados locais, nacionais e internacionais da pandemia, e os presentes falaram das ações já tomadas na Universidade e no âmbito das cidades e estado de Santa Catarina. Um segundo momento da reunião, no Gabinete da Reitoria, os membros da Administração Central falaram das medidas já tomadas em outras instituições e como proceder na UFSC.

A preocupação expressa é a de assegurar a preservação dos mais de 41 mil matriculados nos cursos de graduação, pós-graduação e no ensino infantil e educação básica, além dos que dependem da alimentação no Restaurante Universitário, utilizam a Biblioteca Universitária, além da grande comunidade de servidores docentes e técnicos administrativos em Educação. As ações de conscientização e divulgação das principais medidas de contenção da propagação do Coronavírus não tiveram o efeito desejado, conforme expressou a maioria dos presentes.

O pró-reitor de Assuntos Estudantis, Pedro Manique Barreto, salientou que são mais de 11 mil pessoas que frequentam diariamente o RU no campus. São cerca de 6 mil são estudantes com cadastro socioeconômico e isentos de pagamentos de taxas no RU, dos quais cerca de 3 mil frequentam os RUs diariamente. Além disso, só no campus em Florianópolis, são 200 trabalhadores. “Em pouco mais de uma semana de aulas, utilizou-se todo o nosso estoque de álcool em gel comprado para o ano de 2020. Fizemos reformas nas pias externas, protocolos de troca das conchas de servir de 20 em 20 minutos, mas ainda assim não são medidas suficientes para evitar a propagação do vírus”, ressaltou.

A pró-reitora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas, Carla Burigo, trouxe informações a respeito das possibilidades de afastamento do ambiente de trabalho das pessoas consideradas em grupos vulneráveis (cardiopatas, pneumopatas, nefropatas, diabéticos, oncológicos, e imunossuprimidos em geral), além de maiores de 60 anos. Outras medidas possíveis de como a realização de tarefas a distância serão estudadas para os setores administrativos da instituição. 

“Decidimos que o melhor é dar aos nossos técnicos e docentes com mais de 60 anos a opção de permanecer em suas casas buscando a sua preservação e a de sua família. Estamos suspendendo as capacitações, afastamentos para pós-doutorado ou participação em eventos que impliquem em viagens, pelo menos pelos próximos meses”, declarou. A realização dos concursos será avaliada nos próximos dias. 

Os servidores que desejarem pedir o seu afastamento preventivo, em virtude da pandemia, deverão encaminhar seus laudos médicos para juntamedica@contato.ufsc.br, que serão avaliados pela Junta Médica Oficial. De acordo com as informações da equipe técnica, os trabalhadores que não se encaixam nessas especificações de grupo de risco, devem observar a distância mínima de um metro (1 m) entre as estações de trabalho, evitar aglomerações e a realização de reuniões presenciais. Além disso, manter os locais de trabalho arejados e com ventilação natural, lavar as mãos com frequência e utilizar álcool em gel quando não é possível lavar as mãos. 

Participaram da reunião técnica e de gestão, membros da Administração Central, como o reitor Ubaldo Balthazar, o chefe de Gabinete, Áureo Mafra de Moraes, o diretor do Gabinete da Reitoria, Álvaro Lezana, o assessor institucional Gelson Albuquerque, o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Pedro Manique Barreto, a pró-reitora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas, Carla Dutra Burigo, o secretário de Segurança Institucional, Leandro Oliveira; além do chefe da Unidade de Comunicação do Hospital Universitário, Ricardo Torres e da médica infectologista do Hospital, Ivete Masukawa; a médica-perita Juliana Fernandes Vieira, da Junta Médica Oficial da UFSC e da diretora da Agência de Comunicação da UFSC, Mayra Cajueiro Warren. Participou, também, Luciane de Medeiros dos Santos, analista do Ministério Público de Santa Catarina, representando o promotor de Justiça Douglas Roberto Martins.

Leia a nota, na íntegra, abaixo.

Nota Oficial

Considerando:

  1. O caráter iminente do crescimento de casos relacionados à contaminação pelo Covid-19;
  2. Que toda epidemia por fonte propagada, pessoa a pessoa, ou pessoa a pessoas, em que ocorra multiplicidade de contatos, sem conhecimento da fonte propagadora, é potencialmente muito grave;
  3. A confirmação de cinco casos no estado de Santa Catarina e, em Florianópolis, um deles nas proximidades do Campus João David Ferreira Lima, área de enorme circulação da comunidade universitária;
  4. O Decreto Municipal da Prefeitura Municipal de Florianópolis, que proíbe eventos fechados com distância menor de 2 metros entre os participantes;
  5. O potencial de propagação em espaços como os Restaurantes Universitários e a Biblioteca Universitária, locais em que há enorme risco;
  6. A implementação de cuidados especiais com grupos vulneráveis, como idosos e imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas, inclusive entre o corpo de servidores técnicos e docentes;
  7. a necessidade de reduzir drasticamente a circulação de pessoas nos campi da UFSC, de modo a diminuir os riscos de contaminação em massa;

Comunicamos que estão suspensas, por tempo indeterminado, as aulas presenciais em todos os níveis de ensino, a partir de segunda-feira, dia 16 de março de 2020, em todos os campi da UFSC, com interrupção de atendimento nos Restaurantes Universitários e Biblioteca Universitária.

Nesta segunda-feira será publicada Portaria Normativa do Reitor, contendo esta decisão e serão emitidas orientações detalhadas sobre os procedimentos necessários à concretização da medida, inclusive nas atividades técnicas e administrativas.

Adicionalmente, informamos que um Comitê formado por especialistas e gestores continuará monitorando a situação e, oportunamente, poderá informar novas medidas.

Reiteramos a importância da manutenção das etiquetas respiratórias e de contato bem como os cuidados amplamente divulgados pelas autoridades sanitárias quanto à higienização, orientando que, com a suspensão das aulas, as pessoas adotem os cuidados necessários e permaneçam em suas residências.

Florianópolis, 15 de março de 2020.”

Publicidade