Publicidade

Caído em “desgraça” por causa do escândalos dos respiradores, o ex-secretário de saúde de Santa Catarina, Helton Zeferino, atacou o secretário da Casa Civil, o vereador licenciado de Biguaçu, Douglas Borba.

Zeferino disse na terça-feira (06/05/2020) aos policiais do Gaeco que foi Douglas quem teria indicado a tal empresa Veigamed para ser contratada, parece que sem licitação por causa do caráter de urgência urgentíssima da pandemia de coronavírus, para fornecer 200 respiradores ao governo de Santa Catarina.

E foi além. Zeferino teria dito que foi Douglas quem “pressionou” para que a Veigamed fosse contratada e que o pagamento ADIANTADO de R$ 33 milhões fosse efetuado.

 

DEFESA

Douglas defendeu-se desafiando Zeferino a apresentar algum e-mail, mensagem, ofício, filmagem, gravação de áudio ou o que for que mostre que ele, o secretário da Casa Civil, tenha dado alguma “ordem” para a contratação e pagamento para a Veigamed.

“Minha participação nesse processo é zero”, salientou Douglas.

Borba comentou foi espontaneamente no Gaeco, a polícia especializada em investigações do crime organizado, com sede em Florianópolis, no último sábado (02/05/2020) para apresentar sua defesa com relação ao depoimento que a ex-funcionária da secretária de Saúde, Márcia Geremias Pauli, que entrou na confusão por justamente ela ter realizado a operação de envio dos R$ 33 milhões para a conta bancária da empresa Veigamed, prestou anteriormente aos policiais do Gaeco.

Márcia teria também dito a mesma coisa que Zeferino: que supostamente Douglas teria “pressionado” para que a Veigamed fosse contratada e paga adiantadamente.

Douglas negou e desafiou Márcia a apresentar provas do que disse.

 

Márcia Geremias Pauli, ex-funcionária no olho do escândalo, concedeu entrevista à TV onde reiterou suas acusações. (Foto Reprodução-JBFoco)

VÍDEO

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

Publicidade