Publicidade

INTRODUÇÃO

A partir de agora, o historiador Miguel João Simão passará a publicar uma coluna de genealogia das famílias de Governador Celso Ramos.

Fui eu quem lhe deu a ideia de pesquisar o assunto. Objetivo: tentar descobrir quem foram as primeiras famílias que se assentaram em Governador Celso Ramos, que até 1963 pertencia territorialmente ao município de Biguaçu, e os seus atuais descendentes.

Essa pesquisa tem um enorme valor sentimental: para muitos cidadãos, será a oportunidade de saber quem foram seus ancestrais, de onde vieram, quando chegaram à região e como os descendentes se ramificaram.

Muitos não conhecem seus ancestrais nem têm ideia de como surgiu sua família. Portanto, as pesquisas genealógicas são a oportunidade de conhecer suas raízes.

Sucesso e Parabéns, Miguel João Simão.

 

Ozias Alves Jr (Editor JBFoco.com.br)

 

POST SCRIPTUM: O e-mail de Miguel Simão é academiagcr@gmail.com. Entre em contato com ele enviando dados sobre sua família- pais, avós, filhos etc. Isso ajuda Miguel a coletar mais informações e, quem sabe, ele o ajudará a descobrir quem foram seus antepassados. Vamos ajudar Miguel a reconstituir o povo de Governador Celso Ramos e, consequentemente, de Biguaçu e Antônio Carlos.

 

GENEALOGIA (Do livro (em prelo) “Genealogias das famílias Gancheiras”)

 

Texto e pesquisa: Professor Miguel João Simão

Escritor e Pesquisador.

E-mail: academiagcr@gmail.com

Miguel João Simão. (Foto Divulgação)

 

Clarinda Anastácia da Silva (Lobo) nasceu em Canto dos Ganchos em 1882.

Clarinda é filha do casal Manoel Florêncio da Silva (1848 – 1914), e de Luiza Garcia dos Santos (1861- 1916), casados em 23 de dezembro de 1881 em Porto Belo.

Os avós paternos de Clarinda eram, Florêncio Antonio da Silva (1785 -1883) e Clarinda Roza de Jesus (1811- 1888).

E os avós maternos eram Antonio José da Silva (1821 – 1873) e Maria Garcia dos Santos (1811 – 1896 ).

Clarinda casou em 1900 com Manoel Victorino Lobo (1879 -1910 ), natural de Ganchos do Meio.

Manoel Victorino Lobo era filho de: Manoel José da Silva Lobo (1850 -1920) e de Maria Luiza Lobo (1859 – 1922).

Os avós paternos de Manoel Victorino eram: José Antonio da Silva Lobo (1825 – 1868) e Maria Custódia da Conceição (1829 -1875 ), casados em São Miguel em 25 de novembro de 1849.

Os avós maternos eram: Manoel Fernandes Garcia ( 1823 – 1877), e Maria Germana (1826 – 1897).

Os avós paternos de Clarinda vieram para Canto dos Ganchos por volta de 1850, onde fixaram morada.

Retornaram para Zimbros (Bombinhas) no ano de 1870, deixando em Canto dos Ganchos (Governador Celso Ramos), o filho Manoel Florêncio da Silva.

Manoel Florêncio era proprietário de uma vasta área de terras, onde plantava café e mandioca.

Teve participação importante na religião católica da localidade, colocando em 1870, a “Santa Cruz’ para que fosse ali feito novenas todas as sextas-feiras após as 18 horas.

Essa cruz foi colocada, onde é atualmente, a igreja de Canto dos Ganchos, capela de São Pedro.

Casando com Luiza Garcia dos Santos, natural de Bombinhas, tiveram a filha Clarinda.

Clarinda foi criada como filha única, pois seus dois irmãos faleceram com menos de um ano de idade.

Em Canto dos Ganchos, Clarinda conheceu o jovem Manoel Victorino, nativo de Gancho do Meio, com quem se casou.

Manoel Victorino era pescador na ilha do Arvoredo. Aos 30 anos contraiu (doença no pulmão) tuberculose, e veio a falecer no ano de 1910.

Clarinda trabalhou duramente para criar os filhos, dividindo o tempo entre a máquina de costura, pois era costureira, fazendo crivos e administrando duas lanchas de pesca que tinha, e as terras da família, junto com o pai Manoel Florêncio.

Clarinda e Manoel Victorino tiveram os seguintes filhos:

  • Manoel Victorino Lobo Filho em (1902 –1903), falecido com menos de 1 ano de idade.
  • Waldemiro Justiniano Lobo (1904 – 1987), casou em 27 de setembro de 1930, com Izaura de Oliveira Lobo (1906 – 1991).

# Izaura,  filha de Antonio Alves de Oliveira (1869-1943), e de Anna Maria de Oliveira (1877-1946).

Avós paternos de Izaura: Manoel Alves de Oliveira e Blandina Amália Mendonça.

Avós maternos: Manoel Florentino da Silva e Maria José da Conceição.

Waldemiro e Isaura tiveram os seguintes filhos:

2.1. Salvelina Izaura Lobo (Simão) nascida em 1927 e falecida em 2012, casou com Orlando João Simão.

2.2 – Celina Izaura Lobo (1929- 1929)

2.3 – Dalmiro de Oliveira Lobo (1930-1988),casou com Maria Sabino Lobo.

2.4 – Haide Lobo Adriano (1931 -1990) casou com Nivaldo Pedro Adriano.

2.5 – Osvaldo das Neves Lobo (1933 –1987), casou com Lilian Baldança Lobo.

2.6 – Dulcina Lobo Soares (1936 – 2008), casou com Francisco V. Soares

2.7 – Valdemiro Lobo Filho (1947)

 

  • Elpídio Manoel Lobo (1905 -1959), casou em 26 de julho de 1930, com Malvina de Oliveira Lobo (1910 – 1980).

# Malvina, filha de Tomaz João de Oliveira (1875 -1931), e de Maria Soares de Oliveira (1888 – 1938).

Os avós paternos de Malvina são: João Inácio de Oliveira (1842 – 1900) e Rita Roza de Jesus(1846-1887).

Os avós maternos de Malvina são: Manuel Caetano Soares Junior ( 1861 – 1934) e Anna da Costa Flores (1866 -1926).

 

Elpídio e Malvina tiveram os seguintes filhos:

3.1- Adejalmo Elpídio Lobo (1931 – 1984)

3.2 – Nagib Elpídio Lobo (1936 – 1997)

3.3  -Enorelina Lobo Teixeira (1940)

  • – Pedro Elpídio Lobo (1943 – 1987)

 

  • Theodolina Clarinda Lobo (das Mercês (1907 –

1946 ), casou em 31 de maio de 1925, com

# Antonio Hermenegildo das Mercês (1902 – 1990), filho de Antonio Pedro das Mercês (1857-1939),  e de Carolina Alves Cabral (1882-1939).

Os avós paternos de Antonio Hermenegildo eram: Joaquim Pedro das Mercês e Anna Hipólita Mercedes.

Os avós maternos eram: Antonio Alves Cabral e Silvania Lucia Cabral.

 

Theodolina e Antonio Hermenegildo tiveram os seguintes filhos:

4.1 – Abelardo das Mercês (1926-2016), casou com Arlete Delorme Alves (1941-1991).

4.2 – Aldo das Mercês (1927- 1984).

4.3 – Alcina das Mercês Baldança (1935), é casada com Ulisses Alvino Baldança (1930).

 

  • Ermínia (Clarinda) Lobo de Oliveira (1908 – 1985), casou em 27 de setembro de 1930, com Elóy Antonio de Oliveira (1900-1995 ). #Elói era filho de Antonio Alves de Oliveira (1869-1943), e de Anna Maria de Oliveira (1877-1946).

Avós paternos de Izaura: Manoel Alves de Oliveira e Blandina Amália Mendonça.

Avós maternos: Manoel Florentino da Silva e Maria José da Conceição.

 

Ermínia e Elóy tiveram os seguintes filhos:

5.1 – Albertina de Oliveira Bittencourt (1935-2009), casou com Norberto Bittencourt Filho (1929 -2008).

5.2 – Laura Erminía de Oliveira casou com Odail Manoel de Oliveira (falecido).

5.3 – Miguel Elói Oliveira (1937 – 1978), casou com Adélia Oliveira.

5.4 – Alda de Oliveira Duarte, casou com Elcio Duarte (falecido).

5.5 – Maria Erminia de Oliveira casou com João Tiago Sagas.

5.6 – Alice de Oliveira Libano casou com José João Libano

5.7 –  Antonio Elói de Oliveira (1949 -2015), casou com Zenilda Alves de Oliveira (1955).

 

*Colaboração de Rodrigo Soares – Pesquisador de famílias.

 

Rodrigo Soares. (Foto Divulgação)

 

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade