Publicidade
Walter Lemos Filho
BOM DIA
Rose Xavier. (Foto:Divulgação)
Nosso bom dia desta terça-feira, vai para a colaboradora do Hospital Infantil Joana de Gusmão, Rose Xavier. Telefonista diferenciada. Voz macia, passa tranquilidade e segurança nas suas informações. Realmente faz a diferença no seu segmento. Deixo aqui meu carinho, parabéns e respeito no seu excelente trabalho.
TEMOS
Que nos proteger e proteger nossos semelhantes, pois a pandemia não está aí para brincadeira. Conversei com um especialista este final de semana e me confidenciou que os dados são preocupantes, e infelizmente governantes não se prepararam.
OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO
Jonas Morbidelli

É inevitável que os reflexos econômicos da pandemia do novo coronavírus prejudiquem a capacidade de pagamento e recebimento relacionadas aos contratos de arrendamento vigentes. Por isso, estamos vendo uma avalanche de discussões e renegociações de contratos dessa natureza e de distratos originados dessas discussões. Assim, os efeitos contábeis desses rearranjos demandarão atenção das empresas para aplicação adequada dos requerimentos da normativa IFRS 16 – Arrendamentos sobre os acordos revisados.

Uma das questões que precisam ser discutidas diz respeito às concessões contratuais. Muitos arrendadores serão demandados pelos arrendatários a renegociar contratos. Isso poderá acontecer por restrição financeira dos arrendatários ou também por condições contratuais que estabelecem a revisão dos termos em caso de eventos inesperados ou de força maior.

Essas modificações poderão resultar em efeitos contábeis para os arrendadores e, principalmente, para os arrendatários, já que as renegociações tenderiam a gerar reduções ou carências dos valores atualmente pagos pelo arrendamento e, com isso, a necessidade de remensuração do ativo de direito de uso e passivo de arrendamento.

Outro aspecto importante se refere à taxa de desconto, já que, em resposta aos efeitos da pandemia, governos reduziram juros. Esses reflexos tendem a impactar substancialmente as taxas de novos contratos e a reduzir as despesas financeiras dos novos contratos, aumentando o passivo de arrendamento e o ativo de direito de uso (e despesa de depreciação), já que as taxas devem ser estabelecidas em patamares diferentes dos obtidos para 2019. Para contratos vigentes, a taxa de desconto só será afetada na ocorrência dos cenários apresentados no item 40 da IFRS 16.

Já as alterações no valor de mercado de ativos — imóveis, em especial —podem impactar a classificação de contratos de arrendamento sob a ótica do arrendador. Uma das implicações seria que uma das premissas a serem avaliadas pelo arrendador para classificação do arrendamento como operacional ou financeiro é a comparação entre o valor justo do ativo arrendado e os pagamentos mínimos previstos nos contratos trazidos a valor presente.

Além disso, as eventuais reduções nas operações das empresas ou demandas por caixa podem culminar no subarrendamento de parte ou da integralidade do ativo atualmente usado pelo arrendatário. Essas repercussões devem ser avaliadas sob a ótica do guidance de arrendador previsto na IFRS 16 e poderiam resultar em impacto contábil relevante para o caso de classificação do subarrendamento como um arrendamento financeiro.

Mais um fator importante diz respeito ao impairment (desvalorização de ativos). Os efeitos econômicos da covid-19 poderiam resultar em impactos por impairment aos ativos de direito de uso.

Por fim, uma das alternativas que podem ser avaliadas pelas empresas para fazer caixa para honrar compromissos ou aproveitar oportunidades de investimento ou expansão no pós-quarentena é a venda de ativos importantes para a operação, seguida de arrendamento. Na ocorrência de evento dessa natureza, é importante que as empresas fiquem atentas para os requerimentos de sale and leaseback (operação em que empresa vende a propriedade para outra empresa e, em seguida, faz o arrendamento desta) previstos na IFRS 16, que divergem do requerido pela norma anterior.

Diante desse cenário, o International Accounting Standards Board (Iasb), órgão responsável pela emissão das normas internacionais de contabilidade, abriu consulta pública para emissão de um amendment que visa dar alguma simplificação para parte dos efeitos decorrentes da covid-19 em relação aos requerimentos da IFRS 16. Assim, teremos atualizações a respeito do tema dentro dos próximos meses.

Jonas Morbidelli é sócio-diretor de consultoria contábil da KPMG no Brasil

Mais um fator importante diz respeito ao impairment (desvalorização de ativos). Os efeitos econômicos da covid-19 poderiam resultar em impactos por impairment aos ativos de direito de uso. Por fim, uma das alternativas que podem ser avaliadas pelas empresas para fazer caixa para honrar compromissos ou aproveitar oportunidades de investimento ou expansão no pós-quarentena é a venda de ativos importantes para a operação, seguida de arrendamento. Na ocorrência de evento dessa natureza, é importante que as empresas fiquem atentas para os requerimentos de sale and leaseback (operação em que empresa vende a propriedade para outra empresa e, em seguida, faz o arrendamento desta) previstos na IFRS 16, que divergem do requerido pela norma anterior. Diante desse cenário, o International Accounting Standards Board (Iasb), órgão responsável pela emissão das normas internacionais de contabilidade, abriu consulta pública para emissão de um amendment que visa dar alguma simplificação para parte dos efeitos decorrentes da covid-19 em relação aos requerimentos da IFRS 16. Assim, teremos atualizações a respeito do tema dentro dos próximos meses. Jonas Morbidelli é sócio-diretor de consultoria contábil da KPMG no Brasil

CAMPEONATO
Catarinense, está parado novamente. Na minha opinião não tem mais como continuar. O contato entre jogadores, é muito grande, facilitando a proliferação do vírus.
PESQUISA
Dos comunistas do  DataPoder360 mostra que 43% dos brasileiros acham que os mais jovens devem voltar a trabalhar durante a pandemia da covid-19. Uma parcela maior, no entanto, de 47%, acha que todos ainda devem ficar em casa em quarentena.

As percepções se mantiveram estáveis, dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais, em relação ao último levantamento, feito de 22 a 24 de junho.

MOISÉS

Nosso governador está fadado a ser o pior governador da História de Santa Catarina. Mesmo sendo bombeiro, não consegue apagar tantos incêndios por seus pares militares.

MOACIR

Pereira na sua coluna de ontem, deu uma explicação bem plausível sobre o corte do Coronel Araújo Gomes de Brasília. Com redes sociais não dá para brincar.

PERGUNTA

Que não quer calar: ” Por que os filhos nunca crescem para as mães?”

DICA
Vamos continuar a fazer as doações necessárias para instituições que ajudam a minorar o frio e a fome de muitos de nossos irmãos.
FRASE
” Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir.” George Orwell
LEITURA
COMO MORREM OS POBRES E OUTROS ENSAIOS – George Orwell. Eric Arthur Blair, mais conhecido pelo pseudónimo George Orwell, foi um escritor, jornalista e ensaísta político inglês, nascido na Índia Britânica. Para George Orwell, nada substituía a experiência direta da vida. E foi com base na vivência pessoal e na observação crítica do mundo que ele escreveu ensaios, artigos e crônicas ao longo de toda a vida. Alguns dos mais representativos desses textos estão reunidos em Como morrem os pobres e outros ensaios. Na primeira seção do livro, por exemplo, estão os relatos e reflexões de Orwell sobre sua vivência pessoal como sem-teto, colhedor boia-fria de lúpulo, presidiário e paciente de um hospital público. Em outra parte enfeixam-se seus vigorosos artigos sobre o uso da linguagem verbal no romance, na poesia, na propaganda política e no jornalismo. A gama de interesses do escritor é inesgotável. Com a mesma verve e conhecimento de causa, ele fala sobre temas graves, como a hipocrisia intelectual, ao lado de assuntos mais leves e aparentemente até fúteis, como os trajes da elite britânica e o gosto do cidadão inglês por crimes sensacionalistas. De todos os tópicos, sejam grandes ou pequenos, Orwell extrai revelações sobre a estrutura da sociedade, as mudanças nos costumes, as transformações profundas operadas na Inglaterra e no mundo na primeira metade do século XX.
ABRAÇOS
 Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

https://chat.whatsapp.com/IG6sLw6aHO5CjRXeBtSCkM

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade