Na noite de sábado (26/09/2020), publicamos uma nota segundo a qual Salete Cardoso mudou de ideia e não irá mais sair como candidata a vereadora, mas sim a prefeita, devido à pressão dos candidatos a vereador pelo PL.

Publicamos uma nota que vem sendo divulgada nas redes sociais segundo a qual “a militância do PL saiu da reunião muito empolgada e prometendo começar a campanha amanhã (domingo, 27/09/2020) em busca da vitória e eleger Cardoso a primeira prefeita de Biguaçu.”

Um leitor entrou em contato dizendo o seguinte: “A militância do PL saiu da reunião muito empolgada o ca@#$%¨&@!!! A reunião foi uma baita de uma discussão”.

A maioria dos 23 candidatos a vereador pelo PL pressionou Salete Cardoso a mudar de ideia, ou seja, a militância impediu que Salete fosse candidata a vereadora. Se ela se recusasse a desistir da candidatura a vereador e não assumisse a de prefeita, a maioria simplesmente não iria pedir votos, o que seria um sério risco eleitoral para Cardoso.

A reunião foi tensa, deu bate boca, ânimos exaltados e Salete, no calor da emoção, segundo uma fonte de bastidores, teria dito “haver rompido com o Senador Jorginho Melo”.

Como assim? Jorginho não veio a Biguaçu fazer um discurso apoiando Salete para prefeita? Jorginho a obrigou a ser candidata a vereadora? Então, por que Jorginho veio da Biguaçu fazer um discurso de rasgados elogios a ela como candidata a prefeita?

Parece que Salete rodou a baiana e ficou mais perdida do que cego em tiroteio.

Bom! Ninguém sabe qual a razão profunda de Salete citar o senador Jorginho, mas o fato é que ela foi bombardeada de críticas.

Afinal de contas, Salete fez uma senhora “meleca”. Ela não deu bola para o partido e fez tudo sozinha, isto é, parece que foi na casa de Castelo na sexta-feira (25/09/2020) para conversar com Vilson Alves e ali acertou que iria apoiá-lo, ou seja, desistiria de sua candidatura a prefeita.

Mas os candidatos a vereador pelo PL não engoliram esse sapo/a. Pensando bem, os candidatos mostraram personalidade. Salete pensou que levaria todo mundo no bico, isto é, contou a historinha a carochinha ao senador Jorginho e achou que era a “Toda Poderosa” do PL para prometer apoio ao Vilson Alves na eleição 2020. Por fim, ela pensou que os candidatos a vereador de seu partido não passavam de um bando de “otários”, que iriam para as ruas pedir votos que, no final das contas, seriam para reeleger Salete.

Mas os candidatos mostram muita, mas muita personalidade, ou seja, eles não são “otários”. Salete os subestimou.

Enfim, Salete fez uma lambança total e deixou a muitos militantes do PL um rastro de ressentimentos. Em primeiro lugar, ela não devia ter falado do senador Jorginho, o principal líder do PL catarinense. Por outro lado, deu um tiro de bazuca no próprio pé, pois deixou a impressão de que ela não é uma pessoa de confiança.

Trocando em miúdos: Salete teve de assumir uma candidatura a prefeita que não quis e, ainda por cima, num clima de banho de balde de água fria com gelo.

É, Salete. Como cantava o Bezerra da Silva, “malandro demais vira bicho”. A sua “esperteza” acabou sendo desnudada.

 

https://chat.whatsapp.com/IG6sLw6aHO5CjRXeBtSCkM

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.