O PSL de Biguaçu elegeu 3 vereadores e o PP 1. Apesar de o candidato a prefeito pelo PSL ter tido menos votos que o candidato do PP, mas, mesmo assim, o PSL elegeu 3 vezes mais vereadores que o Partido Progressista. Isso mostra a rejeição do candidato do PP frente a sociedade.

Apesar da máquina na mão, dinheiro pra gastar e uma legião de cargos comissionados, o PP amargou uma derrota humilhante.

Mas isso poderia ter sido diferente se Vilson Alves (PP) tivesse como seu vice o André Clementino (PSL). Essa dobradinha foi defendida por candidatos a vereadores do PSL, mas o PP não acatou e acabou fazendo a maior burrada eleitoral já planejada em Biguaçu: colocou como vice de Alves o vereador Ângelo Vieira (PSL).

Nada contra Ângelo, até porque  Vieira tem voto e popularidade, mas seus eleitores não agregaram em nada na campanha de Vilson.

Caso o vice de Alves fosse Clementino, algo diferente poderia ter acontecido até por que Vilson teve 8.596 votos enquanto André teve 5.878 votos totalizando 14.474 votos que é um número maior que os 14.063 votos que Salmir da Silva (MDB) teve o pleito.

Salmir ficou muito contente com quem teve a ideia de colocar o vereador Ângelo (PSD) como vice do Vilson (PP).

 

Vilson poderia ter sido eleito se tivesse o André de vice. (Foto Arquivo JBFoco)

 

André Clementino (PSL) teve menos votos que o Vilson mas elegeu 3 vereadores enquanto o PP 1. (Foto Arquivo JBFoco)

 

 

Ângelo não agregou votos na campanha de Vilson. (Foto Arquivo JBFoco)

 

 

Salmir teve menos votos do que Vilson e André somados. (Foto Arquivo JBFoco)

 

 

https://chat.whatsapp.com/D7vhA0aRnv1AwiF51xznxl

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.