Por: Ozias Alves Jr. | 11/10/2017

Às 22h de ontem (terça, 10/10/2017), um jovem chamado Evandro Freitas Souza, 23, morreu vítima de um acidente de moto na região de Fazenda, interior de Biguaçu.

Como a família é muito humilde, sem condições de pagar pelo caixão, a enfermeira do posto de saúde do Fundos, Núbia Pereira Damásio Madeira, 47, que conhecia o jovem e os familiares, telefonou para a secretaria municipal de Assistência Social de Biguaçu, Dircilene da Luz, 35.

O telefonema aconteceu à 1 hora da madrugada de hoje (quarta, 11/10/2017). Com toda a boa vontade e não se importando com o inusitável da hora do telefonema, Dircilene passou toda a orientação para que a família do jovem morto no fatídico acidente pudesse dar entrada no pedido de “Auxílio Funeral”.

Sim, famílias reconhecidamente humildes têm direito a um auxílio de R$ 300,00 para o pagamento do caixão e sepultamento.

A esmagadora maioria das pessoas de baixa renda não sabe que há 24 programas de auxílio. Há de vários tipos. Além do já citado auxílio funeral, as famílias podem solicitar serem incluídas no cadastro para pagarem a tarifa de energia elétrica mais barata, entre outros auxílios.

Confira os programas na sede da secretaria municipal de Assistência Social da Prefeitura de Biguaçu, que fica na rua Lúcio Born, nº 12 (aquela ao lado do fórum e perto da Praça Central e Igreja Matriz da cidade). Os telefones são (48) 3285-1073 e 3285-1076.