Por: Adriana Costa Alves | 23/04/2018

Uma realidade que não ronda somente criancinhas e velhos abandonados e desamparados, entregues à própria sorte. Não. O fantasma do abandono ronda também casarões e centros abandonados, estejam eles onde estiverem. E aqui, em nossa cidade, bem pertinho de nós todos, um Centro Comunitário vive esse drama.

Construído há pelo menos 14 anos, o tão esperado Centro da Foz do Rio Biguaçu, que abrigaria uma creche e cursos que beneficiariam a comunidade, não funcionou um dia sequer. Largado no meio do mato e das traças, o Centro serviu apenas para abrigar bichos, andarilhos e vândalos de toda a espécie.

E como acontece com tudo o que é abandonado, não demora muito e o Centro estará em ruínas, isto se não acontecer coisa pior… Afinal, quantas construções abandonadas, viraram morada de andarilhos e drogados, antes de serem consumidas acidentalmente pelas chamas de um fogaréu…

É uma pena que algo construído para beneficiar toda uma comunidade, termine assim, sem inauguração, sem uso e desvanecendo na poeira do tempo. Uma creche, reivindicação antiga da comunidade, abrigaria muitas crianças e muitas mães poderiam trabalhar sossegadas. Os cursos suspensos e esquecidos, então, nem se fale, um atraso sem precedentes.

Ah se o dito de que “quem não chora, não mama” fosse batata…! Os moradores já choram há mais de dez anos este dramalhão típico de novela mexicana. Vira e mexe e a coisa termina como tudo começou, em nada. Será que esta novela vai mesmo acabar em pizza? E se acabar, nem é preciso esforço para apontar responsáveis e prejudicados.

Mas como vivemos na “terrinha do tudo pode”, não querendo desanimar ninguém, mas até o momento, nada há de novidade neste caso, apenas reuniões e mais reuniões, daquelas que vão do nada a lugar nenhum.  Terreno infértil.

Mas se serve de incentivo, a comunidade que continue chorando, porque o leite já derramou faz tempo, mas sempre é hora de levantar a fervura. Estamos aqui, para isso. Afinal, quem não é visto não é lembrado e nem há vitória sem luta árdua. Avante comunidade! O Centro não pode mais esperar!

Adriana Costa Alves

AVISO        

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco