Por: Adriana Costa Alves | 03/04/2018

E o problema da chuva que tem atingido a Grande Florianópolis, parece mesmo não ter solução. E tanto faz se em pequenas ou grandes doses, o resultado é um só: alagamentos por todos os lados. A água tenta, mas não consegue chegar, ou melhor, escoar para lugar nenhum.

Desta forma, casas e BRS tonam-se o alvo favorito daquela que nos mantém vivos mas que nestas horas torna-se uma vilã implacável. E tudo como se a culpa fosse dela mesma e não da ação maléfica do homem sobre a natureza.

E bastam 10 minutos de chuva torrencial ou 20 de chuva normal, para que as estradas transformem-se em pequenos rios, provocando acidentes e inevitáveis engarrafamentos. Nas encostas dos morros, a situação é sempre mais crítica, com desmoronamentos e avalanches que provocam mortes e tragédias. E quando se trata da fúria incontida da natureza, ninguém mais está totalmente seguro ou a salvo.

Os verões estão cada vez mais quentes, beirando mesmo o insuportável e os invernos cada vez mais amenos. E só para relembrar, neste ano que passou, o inverno nem chegou a fazer sucesso. Em compensação há cinco anos, chegamos a ter neve em algumas regiões da grande Florianópolis, como por exemplo, em nosso município vizinho, Antônio Carlos.

Está tudo errado, melhor dizendo, trocado. E nem os meteorologistas conseguem mais prever a ação do tempo. Porque de um dia para o outro a temperatura tanto pode cair como subir em torno de 10 ou mais graus. E se temos duas semanas de sol escaldante, poderemos em seguida vivenciar um mês de chuva com direito a frio.

Isso quando nosso estado não é atingido por vendavais e tornados de proporções intensas. E até furacão já passou por aqui. Tremores de terra, também. O buraco na camada de ozônio não para de crescer. O aquecimento global, também não. Diante de tamanho disparate que vem acontecendo bem diante de nossos olhos e narizes, só há uma pergunta a fazer: quanto tempo ainda levará para que o homem se conscientize e pare ou acabe de vez com o planeta Terra?

Adriana Costa Alves

 

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco