Por: Amanda Arruda | 04/07/2018

No dia em que findar-me-á a existência,

Quero que sobre a palavra escrita eu adormeça;

Profundo sono numa obra derradeira

Que chegará na última frase – tão certeira.

 

Então eu, eternamente dura e fria,

Presente estarei no meu verso e poesia;

No sonho mover-se-á sempre meu cálamo,

Ainda que não mais vivo seja meu tálamo.

 

Para acabar a história, não terei tempo,

Noturna dama virá veloz como o vento;

Se faltaria uma só palavra ou frase inteira,

Restaria a dúvida mais verdadeira.

 

Em meu romance faltará último termo,

E a mente de quem o ler tornar-se-á ermo,

Para seu nome não há resposta tão acertada,

Pois como a vida, será Obra Inacabada.

 

(*) Amanda Arruda, 17, faz parte da nova geração de escritores de Biguaçu. Quem quiser adquirir o romance “A Heroína que virou Lenda”, entre em contato pelo fone (48) 9-9645-7045 ou pelo e-mail amandaarruda2001@yahoo.com.br.

 

AVISO
Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.
bit.ly/WhatsJBFoco