Por: Ozias Alves Jr. | 05/12/2018

No começo desse ano o JBFoco fez questionamentos na saúde de Biguaçu. O jornal queria saber sobre o pagamento de dinheiro público para a ISEV que administrava a colocação de medicamentos nos postos de saúde e contratação de profissionais para atender as unidades de saúde da cidade. Umas das perguntas era se o prefeito Ramon mandou pagar essa instituição sem ela ter as negativas em dias, ou melhor, sem estar com suas obrigações sociais em impostos de acordo com a lei. O prefeito não respondeu e isso causou estranheza.

AÇÃO

Por causa disso, o jornal entrou com uma ação questionando Ramon e sua secretária Gê do porque eles não responderem sobre isso. E não é que eles continuam escondendo a resposta? O MP recebeu recentemente a resposta do advogado da prefeitura dizendo que o retorno do questionamento está no mural da transparência da Prefeitura.

Olha só! No mural, ninguém acha nada. Clica e não vem nada. E mesmo se tivesse lá a resposta por que o poder público não manda o retorno certinho e detalhado como manda a lei?

Pensam que estão lidando com criança? A prefeitura e o prefeito junto com sua secretária Gê perderam a oportunidade de esclarecer tudo e preferiram burlar a justiça.

E por que não respondem? Mais uma vez Ramon e companhia, vocês pagaram ou não a ISEV sem essa estar com negativa em dia? Será que há algo de podre no reino da Dinamarca?  Isso terá novos capítulos porque agora ficou claro que a prefeitura não quer responder ou foi fisgada em algo………………….

 

LABORATÓRIO

O jornal enviou mais questionamentos para a secretária de Saúde de Biguaçu, Genivalda. Esperamos que ela responda e não fuja mais dos questionamentos. Se o fizer, mais uma vez o jornal buscará o direito do acesso da informação na justiça. Até porque quem não deve não teme. Lá vai:

01 – Por que tem dispensa de licitação para serviços de saúde como coleta seletiva e serviços feitos antes pelo laboratório continente?

02 – Essa dispensa de licitação contratou qual empresa para fazer esse serviço?

03 – Existe parentesco entre essa empresa contratada via dispensa de licitação em caráter emergencial com a secretária ou com seu ex-marido já falecido?

O JBFoco aguarda o retorno desses questionamentos que já foram feitso ao secretário Daniel Luz, que respondeu via whats app, que essas perguntas tem que ser feitas a secretária.

Diante disso, o jornal está fazendo o questionamento publicamente, por que a dita secretária popular GÊ não responde nada e esquece o direito democrático da imprensa em saber o que acontece em órgãos públicos.

Só mesmo uma ingênua pensar que fugirá das respostas por muito tempo.

 

Ramon: pagou ou não a ISEV sem essa ter negativas. (Foto Arquivo JBFoco)

 

Gê: foge das respostas sobre saúde. (Foto Arquivo JBFoco)

 

Daniel Luz: também não respondeu e pediu para perguntar a secretária de saúde. (Foto Arquivo JBFoco)

 

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK!

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.