Por: Ozias Alves Jr. | 21/03/2018

O pajé dos índios guarani mbyá de Biguaçu, Alcino Wherá Tupã Moreira, que tem mais de 100 anos de idade (não se sabe direito a idade dele a não ser que já ultrapassou o centenário), será homenageado na próxima sexta-feira (23/03) em Florianópolis.

Alcino receberá a medalha de Honra ao Mérito de Cidadão Honorário de Florianópolis numa solenidade a ser realizada às 17h de sexta (23/03) na Assembleia Legislativa. Trata-se dos festejos em homenagem ao aniversário da capital. O pajé (sacerdote e conselheiro espiritual da tribo) foi convidado para receber a homenagem pelo vereador Marquito (Marcos José de Abreu), do PSOL.

“Alcindo e sua esposa Rosa Poty Djá Moreira viveram em Florianópolis na década de 1960 onde atualmente é o Terminal Rita Maria. Ali fez roça e plantou milho ancestral, e teve que sair por conta da ampliação da cidade que não os acolheu”, conta Marquito.

Alcindo e esposa são centenários e literalmente são a referência de tradições e saberes milenares da comunidade indígena, pois eles são guias espirituais, ensinam a cultura nativa, têm conhecimento de ervas medicinais, entre outras tradições.

Alcindo e sua esposa Rosa Poty Djá Moreira. (Foto Acervo Caio de Cápua)

 

Profº Caio de Cápua, pesquisador dos índios de Biguaçu, com o pajé Alcindo Moreira. (Foto Acervo Caio de Cápua)

 

 

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco