Por: Ozias | 10/08/2017

Ser pai não se resume à genética; é também a transmissão de princípios e exemplo

No próximo domingo (13/08), será comemorado o Dia dos Pais. Muitas famílias irão promover almoços festivos para homenagear os genitores. Aqui uma pequena mostra das homenagens em Biguaçu.

O contabilista e ex-presidente da Acibig (Associação Comercial de Biguaçu), John Kennedy Lara da Costa, comenta de seu pai, José Eduardo da Costa, popular “Zezinho”. Aqui vai: “Quando foi prefeito de Biguaçu entre 1989 a 1992, Zezinho  trabalhou muito para a população Biguaçuense, principalmente aos mais carentes, para oferecer uma saúde pública de qualidade. Enquanto prefeito Zezinho  inaugurou a Unidade de Saúde do Rio Caveiras (hoje Praia João Rosa), que ganhou o nome de “Mini-Hospital do Rio Caveiras”.  Neste “Mini-Hospital” havia até aparelho de Raio X, e estamos falando de 24 anos atrás, onde Raio-X só tinha em Florianópolis. Foi uma revolução na saúde pública de Biguaçu.”

Sobre o legado de seu pai, John acrescenta: “Outro grande projeto na área de saúde pública do Sr. Zezinho foi a criação do Odontomóvel, ou seja, viaturas, estilo ambulâncias, com um consultório odontológico montado, onde estas unidades atendiam as comunidades mais afastadas e carentes do município, pois Biguaçu em 1993 possuía 700 ( setecentos ) quilômetros de estrada de Chão batido, onde isso trazia muita dificuldade para as comunidades mais afastadas de virem ao centro de Biguaçu para buscar tratamento odontológico, por isso a criação dos Odontomóveis.”

Finaliza: “Na época que seu Zezinho foi prefeito, as comunidades carentes tinham acesso a médicos, exames e remédios gratuitamente e constantemente. Seu Zezinho lutou muito pela saúde dos Biguaçuenses pois sempre diz “ Quem esta doente não pode esperar”.”

Aqui sua homenagem: “Pai, eu e toda nossa família prestamos essa homenagem por seu exemplo a muitos gestores neste Brasil a fora.”

 

VALORES

Outra família que irá comemorar o Dia dos Pais é a do sr. Leonídio Zimmermann. No alto dos seus 88 anos, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Biguaçu é pai de 11 filhos.

Como resumir seu Leonídio? Ele e sua esposa Alvina Zimmermann, 84, educaram seus filhos sob quatro pilares básicos: 1) serem cristãos de verdade, isto é, cumprir os mandamentos da Santa Igreja Católica, 2) trabalhar duro, pois o “trabalho dignifica o homem”, 3) honestidade em todos os aspectos da vida e 4) ser cidadãos que honrem o país.

É preciso falar mais alguma coisa? Não importa se em português ou em hunsrückisch, o alemão nativo da comarca de Biguaçu do qual “Herr Zimmermann” é um dos últimos falantes mais fluentes do idioma, ser pai é, acima de tudo, um exemplo de princípios a serem transmitidos tal como a genética.