Por: Ozias Alves Jr. | 05/01/2019

Um funcionário da prefeitura de Biguaçu, que pediu para não ser identificado, enviou o seguinte comentário sobre a tragédia que ocorreu no início da noite de hoje (sábado, 05/01) quando um jovem perdeu a vida ao pular de cabeça do trapiche de São Miguel sem ter avaliado a profundidade da água.

Escreveu o cidadão: “Havia projeto na Seplan (Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Biguaçu). Vale questionar projeto feito para a reforma do trapiche em parceria com a Secetul. Que destino foi dado? Lembro-me que uma vez o advogado Alfredo Silva criticou a situação do trapiche no Miramar”.

Continuou o funcionário da prefeitura: “Aí foi feito projeto para reforma. Agora o que fizeram com isso pelo visto nada. Era um projeto bem interessante. Para atrair os turistas e com segurança etc. Placas de segurança com informações sobre risco, inclusive de não se mergulhar. Pergunto: e a segurança?”

Finalizou o funcionário: “Isso é passível de processo por negligência. Cível e criminal. O prefeito Ramon e alguns secretários municipais podem ser citados numa ação dessas”.

 

AÇÃO

O leitor pode estar dizendo: “mas como o prefeito pode ser responsabilizado por uma jovem que deu na telha de mergulhar- por livre e espontânea vontade- de um trapiche e acabar morrendo?”

É verdade. Teoricamente o prefeito não tem nada a ver com isso. Mas recentemente, conforme o JBFoco já notificiou, a prefeitura de Florianópolis foi condenada a pagar uma indenização por “danos morais” à mãe de um jovem que, anos atrás, morreu quando a trave do campinho de futebol onde ele gostava despencou e o acertou de cheio na cabeça.

O campinho em questão é uma área pública e quem instalou as traves foi a prefeitura.

O problema foi que, depois que instalou as traves e outros itens do campo, a prefeitura nunca mais prestou qualquer manutenção no tal campinho.

A trave caiu porque estava apodrecida e tinha de ter sido reparada, o que não foi. E isso acabou levando o tribunal de justiça a condenar a prefeitura por negligência.

Mas o que isso tem a ver com a prefeitura de Biguaçu?

 

TRAPICHE

Se não estivermos enganados, no trapiche de São Miguel não há placa de advertência tipo “não mergulhe de cabeça. Cuidado com acidentes” e, muito menos, grades de proteção.

Se tiver grade, se a mesma for daqueles bem simples, também não serve. Por quê? Se for uma grade simples, alguns cidadão são capazes de subir na grade para pular mais alto ainda.

O trapiche precisaria de uma grade alta, que impede o cidadão de escalar. Se tiver grade pelo menos até a metade do trapiche, já é de bom tamanho.

Mas não há. Como tem gente que bebe acima da conta, há o perigo de se jogarem no trapiche. Há outros que gostam de aventuras “radicais”.

Mas isso não tira a responsabilidade da prefeitura de pensar na segurança e instalar grades e outros itens de segurança para justamente impedir que alguns saltem no trapiche no trecho de pouca profundidade.

Tudo que a prefeitura fizer, sempre tem de pensar na POSSIBILIDADE de acidentes. Por isso, todo o cuidado é pouco.

Como a prefeitura não instalou grades e como não deu importância a uma reforma em que houvesse segurança (segundo o relato do funcionário público), há sim a possibilidade do prefeito responder por essa tragédia tal como o de Florianópolis teve de responder por causa da trave do campinho que ruiu e matou um garoto.

Segurança sempre. Manutenção tem de ser periódica. É preciso sempre pensar em segurança. É preciso inclusive antecipar a possibilidade de acidentes antes que eles aconteçam. Ora, quem não pode imaginar que não haveria acidente grave num trapiche sem grades?

 

(VÍDEO) Trapiche sem cerca de proteção provoca tragédia em São Miguel

“O trapiche não ingere álcool, e aposto que também não se joga onde não conhece”, argumenta leitor. Brilhante argumento!!!

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK!

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.