Stay connected

Trending News

JBFoco Online – Segunda-feira (02/09/2019)

Category

Descrição

Publicidade

A “Via Crucis” de um carnavalesco

Odinei Camacho está incomodando-se na Justiça por permitir que sua associação carnavalesca recebesse dinheiro público para pagar empresa de iluminação porque a prefeitura não tinha tempo hábil para licitação

Em 13 de agosto último, o juiz da 2º Vara Cível de Biguaçu, Yannick Caubet divulgou a seguinte decisão sobre um processo referente ao carnaval de 2013 em que o Ministério Público questiona a falta de licitação para a contratação da empresa que prestou serviços de infraestrutura no referido evento: a absolvição da ex-secretária do SOL (Secretaria do SOL- Secretaria de Organização do Lazer), Salete Cardoso, mas manteve Odinei Camacho, o carnavalesco que permitiu que sua entidade recebesse recursos públicos para pagar uma empresa de iluminação sem a devida licitação.

Publicidade