Por: Ozias Alves Jr. | 08/11/2018

Prezados leitores. O prefeito Ramon Wollinger (PSD) parece o cidadão cândido, simpático, de tapinhas nas costas, mas, por detrás da máscara, é um cidadão perigoso, extremamente FALSO.

E o episódio da autorização da construção do presídio em Biguaçu é a PROVA CONTUNDENTE da grande falsidade desse cidadão que, numa cidade que tivesse uma câmara de vereadores não comprada, poderia até mesmo estar sendo julgados por crimes de responsabilidade.

Pois analisemos o caso. Pedimos aos leitores que assistam ao vídeo em anexo transmitido hoje (quinta, 08/11) no jornal do Almoço, da NSC TV (antiga RBS).

Prestem bem atenção ao vídeo. A notícia é referente as audiências na justiça em Florianópolis com representantes de cinco municípios de Santa Catarina. Nessas audiências (já houve três), o governo do Estado quer convencer os municípios a aceitarem a construção de presídios em seus territórios.

O interessante é o seguinte: dos cinco municípios chamados para “conversar”, apenas Biguaçu já aceitou. Sim, o nosso prefeito Ramon Wollinger (PSD) já assinou a favor da construção do presídio e inclusive tem até data de inauguração: julho de 2020.

 

OPOSIÇÃO

Gostaríamos de que o leitor prestasse a atenção à entrevista da repórter da NSC TV com Rui Candemil Jr, prefeito de Imaruí, que participou dessa audiência.

Pois bem! O prefeito de Imaruí, cidade situada no sul de Santa Catarina, falou na audiência que é contra o presídio no seu município e que OUVIU A POPULAÇÃO DE SUA CIDADE.

Analisem a diferença. Em Imaruí, o prefeito local OUVIU a população, ou seja, CONSULTOU as lideranças, ou seja, ele NÃO ESTÁ TOMANDO UMA DECISÃO SEM TER O AVAL DE SUA CIDADE. Ele fez o correto: ouvir a população.

Mas aqui em Biguaçu, o prefeito Ramon decidiu, ele próprio, por sua livre e espontânea vontade, sem consultar ninguém, assinar o acordo autorizando o presídio em Biguaçu. Não consultou a câmara, não ouviu a população através de associações de moradores ou através do programa Orçamento Participativo (aliás, pelo jeito, simplesmente encerrado). ISSO É INEGÁVEL! Ele decidiu algo que pode ter um impacto tremendo no futuro da cidade (autorizar a construção de um presídio de 400 vagas, isto é, mais de quatro vezes a capacidade da cadeia da delegacia de Biguaçu, sem sequer ter submetido a decisão ou aconselhamento da Câmara de Vereadores!!!)

Repetindo: assistam ao vídeo. Está lá. O prefeito de Imaruí CONSULTOU a população. Certamente abriu o jogo para a câmara de vereadores.  Este prefeito é um homem RESPONSÁVEL, enquanto que aqui em Biguaçu, a cidade está sendo administrada por um verdadeiro IRRESPONSÁVEL. E isso não é xingamento, mas a verdade pura de fatos incontestáveis.

 

TAPEAÇÃO TOTAL

Leitores. Analisem a gravidade dos fatos. Vocês sabiam que o JBFoco enviou um questionamento ao prefeito Ramon em janeiro deste ano de 2018 a respeito se era verdade ou não que Biguaçu iria receber um presídio?

Pois bem! Ramon não respondeu nem publicou uma nota no site da prefeitura a respeito.

Na realidade, ele queria nos despistar. A razão é muito simples: se ele respondesse “sim, vai ser construído um presídio em Biguaçu e eu vou autorizar”, iríamos publicar uma matéria e esta poderia provocar alguma reação da população. Por exemplo, cidadãos poderiam promover um protesto na frente da prefeitura para demonstrar que não aceita o presídio.

E o que Ramon fez? Num gesto TÍPICO de alguém que está articulando um ato lesivo, fez tudo às escondidas, na surdinha, quietinho, sem falar para ninguém, coisa de aracnídeo. Afinal de contas, protestam poderiam atrapalhar os planos dele.

E sem a população saber, Ramon o que fez? Foi na dita audiência sem informar nada e a ninguém e, à revelia da cidade, autorizou o presídio SEM TER PELO MENOS ABERTO UMA DISCUSSÃO PÚBLICA A RESPEITO.

Se Ramon é um democrata de verdade, uma autoridade de fato e não de fachada, ele tinha de ter falado abertamente que o governo do estado quer construir um presídio na cidade. Então ele iria consultar a Câmara de Vereadores e, quem sabe, promover audiências públicas para ouvir a população a respeito.

Mas ele não fez isso. O prefeito de Imaruí fez, mas ele não. Na realidade, Ramon é um cidadão extremamente falso: no vídeo, aparece sorridente, simpático e todo atencioso. Na vida real, é cidadão que faz jogo duplo.

 

A JOGADA

O JBFoco publicou que Ramon certamente queria tentar fazer a seguinte jogada: como ele é agente penitenciário (ou seja, carceireiro de profissão), ele poderia usar do poder de prefeito para autorizar o presídio e, mais tarde, quando saísse da prefeitura em 31 de dezembro de 2020, quando encerrará seu mandato, em pouco tempo estaria apto para ser nomeado diretor do futuro presídio de Biguaçu.

Ou seja, nós advertimos que Ramon poderia usar dessa artimanha. Afinal de contas, para não voltar mais a ser “agente penitenciário”, Ramon iria manobrar para virar diretor do presídio, cujo salário é bem maior e com mais prestígio do que ser um simples carcereiro. Sim, Ramon é um carcereiro, não sabiam disso?

Para “calar” a todos que pudessem estar desconfiados dessa manobra, Ramon foi desafiado publicamente pelo JBFoco a ir no cartório da Dona Elza e declarar que não iria jamais assumir o cargo de diretor do presídio de Biguaçu, se esta construção saísse.

Claro, isso era uma garantia para a cidade de Biguaçu de que Ramon não iria usar do cargo de prefeito para, como se fosse um jogo de xadrez, autorizar o presídio na cidade, que a população é majoritariamente contra, para barganhar no futuro o cargo de diretor.

Pois bem! Ramon não foi no cartório. Não assinou termo algum declarando que não jamais irá fazer isso.

Como não fez, a conclusão é mais que lógica: ele realmente estava com essa ideia na cabeça. Tanto é que ele foi o ÚNICO PREFEITO até o presente momento que autorizou presídio na própria cidade enquanto que os outros não querem porque não desejam comprar briga com seus eleitores.

Como Ramon não pode mais ser candidato à reeleição, ele não está mais lixando para se a população é a favor ou contra. Votou a favor e ponto final. Às favas as críticas. “Meu futuro emprego em primeiro lugar”, certamente pensou assim.

E o “esquema” estava todo previsto. No entanto, ele não esperava que seu candidato a governador do Estado no 2º turno da eleição deste ano, Gelson Merísio (PSD), fosse perder.

A autorização acabou sendo dada.

 

PERIGO

População de Biguaçu. Tomem cuidado. Este é o Ramon Wollinger. É preciso ficar atenção. Este é o cara que pode fazer o maior estrago nos interesses da cidade.

Infelizmente ele tem a maioria dos vereadores na câmara. Numa cidade decente, Ramon já estaria sendo investigado por CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito).

Sim, motivos não faltariam. A saúde de Biguaçu não está com déficit de R$ 10 milhões? Não faltam remédios? Ele não tem feito gastos exorbitantes de publicidade não justificada? Ele não vem recusando-se a responder questionamentos dos vereadores da oposição, mesmo burlando a lei da transparência?

O JBFoco está fazendo sua parte: denunciando através de fatos e provas. Agora cabe ao munícipe analisar bem e tirar suas conclusões.

VÍDEO

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/jornal-do-almoco/videos/t/edicoes/v/audiencia-de-conciliacao-discute-alternativas-para-construcao-de-novos-presidios-em-sc/7146887/

 

 

AVISO        

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco